Star Trek FanFiction

Forum dedicado a franquia Star Trek
 
InícioPortalFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 O Amor Não é Lógico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 38
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: O Amor Não é Lógico   Dom Set 11, 2016 10:40 pm

*** Uma história de amor que fez o Primeiro Oficial abandonar a lógica e deixar seu lado humano aflorar***






Cap 1- O que ele tem?

Já haviam muitas semanas desde que Scott avisara que a Enterprise precisava de uma revisão total,e que terminara resmungando que ele próprio iria supervisionar, afinal ninguém conhecia aquela nave melhor que ele,quando chegaram á Base Estelar 6 com problemas nos propulsores.
-Tenente Uhura, entre em contato com o comando da Base e solicite permissão para atracarmos.
A Base ficava em órbita de um planeta do tamanho da lua terrestre,com atmosfera e clima perfeitamente agradáveis. Ali havia uma Estação de Férias construida especialmente para atender os astronautas cansados que chegavam à base para fazer a manutenção de suas naves.
-Disseram que o planeta abaixo é muito bonito.
-Também ouvi falar,Magro.-falou Jim massageando a propria nuca-Estamos todos muito cansados. Vamos descer pra dar uma olhada...talvez a gente precise ficar algum tempo por aqui.
-Permissão concedida, Capitão. Mandaram parar na doca E para reparos nos propulsores, e convidaram a conhecer a estação no planeta
-Obrigado Ten. Informe o transporte que estamos á caminho. Vamos Sr Spock? Magro, nos acompanha?
Acenando com a cabeça McCoy os acompanhou .
Scotty já se encontrava na sala de transporte, pois queria ele mesmo escoltar os técncos da base até a engenharia para darem início aos reparos.

Anabelle aguardava junto com sua colega aqueles astronautas que chegaram sem aviso, e que como todos os outros, precisavam ser recepcionados e guiados pela estação. Não seria um grupo grande, e não era seu turno, mas Irina estava "ocupada" e pediu sua ajuda.
Estranhamente o chefe estava junto. "Deve ser uma nave importante." Divagou enquanto três pessoas chegavam ao transporte.
Se apresentaram ao chefe e pôde escutar que eram da Enterprise...a nave mais nova da Frota...mas em um instante,não conseguia tirar os olhos dele...e sequer sabia explicar porquê.
Não era a primeira vez que via um Vulcano, eles eram bastane frequentes na base,afinal suas naves também precisavam de reparos,e muito raros ali na estação...
Mas havia algo de diferente neste. Algo que ela não entendia,mas que a atraía muito.

-Anabelle pelo menos tenta disfarçar- Thalia cochichava ao perceber o olhar fixo da amiga.
Spock sentia que haviam olhos sobre ele...mas diferente das outras vezes, não lhe causara desagrado. Era um olhar diferente.
Fixou seus olhos na direção que sentia que estava seu observador . Era uma mulher.
Parecia muito jovem e piscou os olhos várias vezes quando ele ohou em sua direção.
Sinal de uma repentina confusão mental.
Foi tomado de seus pensamentos pela voz grave do Chefe daquela aprazível estação.
-Anabelle, por favor mostre as instalações a estes senhores!
Ao mesmo tempo que percebia que o belo moreno cruzava seus olhos com os dela,Anabelle foi supreendida pela voz estrondosa de seu chefe. Sentiu a perna cambalear rapidamente e em dois passos estava diante dos três convidados.
O chefe apresentou a jovem aos seus convidados, mas ela não conseguia disfarçar, não desviava o olhar do Sr Spock.
-O que ele tem? -balbuciava o enciumado e rabugento Dr. McCoy.
-Devem ser as orelhas-gracejava Kirk.

_________________


Última edição por T'Vran em Seg Set 12, 2016 11:11 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blankie Jackson
Leitore(a)s Cadastradas
Leitore(a)s Cadastradas
avatar

Feminino Número de Mensagens : 61
Idade : 39
campina grande
Data de inscrição : 18/09/2008

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Seg Set 12, 2016 8:25 pm

Se joga senhor Spock. seu lado humano é logico


Última edição por Blankie Jackson em Qui Set 15, 2016 7:57 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://unbreakable.ativoforum.com/index.htm
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 38
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Seg Set 12, 2016 11:11 pm

Cap 2- Sala de Recreação B



A bela jovem mostrou as salas de recreação com jogos variados, as piscinas aquecidas e o deck holográfico, onde através de alguns comandos muito simples, poderia experimentar qualquer situação que quisessem com todas as sensações possíveis.
-É uma das atrações mais populares daqui...-falou enquando digitava seu código no computador.
As portas se abriram e a sala não era muito grande até onde podiam ver, pois era tudo muito escuro.
-Computador! Demonstração 185a-ordenou.
De repente surgiu á volta deles um navio,e podiam sentir os respingos da água e o cheiro do mar,bem como o balanço causado pelas ondas. A jovem diante deles usava roupas como trajes de pirata e haviam ali outros homens vestidos da mesma forma.
-Fascinante!-exclamou Spock arqueando a sombrancelha.
-Mas porquê apenas as suas roupas mudaram?-indagou o médico.
-Porque estava na programação desta apresentação...mas se eu ordenar ao computador, vocês também poderiam ter suas vestes de pirata.
-Os hologramas são todos pré programados?-questionou o capitão, interessado.
-Não...você pode dizer a ele o que quer...vamos tentar algo familiar: Computador! Recepção Base Ômega 2 ás 22horas.
De repente á volta deles tudo se iluminou. A Base durante a noite era muito diferente, pois as luzes acesas por toda parte pareciam estrelas no céu negro. Era aconchegante e podia-se dizer até que era romântico.
Anabelle não se furtou de dar mais uma boa olhada em Spock. Era mais forte que ela.
Ele, por sua vez, reservava-se a olhares despretenciosos.
Seguiu guiando os ilustres convidados pela estação até os dormitórios e explicou que além de tudo que ela havia mostrado,fora das instalações ainda havia uma floresta tropical e um oceano artificial se eles desejassem desfrutar.
Despediu-se dos três e seguiu com suas obrigações para aquele dia, sem tirar a imagem do belo alienígena de sua mente.
Naquele mesmo dia, depois de terminado o expediente, voltou para sua cabine e depois de um banho revigorante,arrumou-se e foi para a sala de recreação, afim de relaxar e se divertir um pouco.
Lá conheceu mais alguns tripulantes recém desembarcados da Enterprise , que após terminado o laudo, precisaria ficar em reparos nos próximos 20 dias.
Foi até o bar e pediu um suco, e ficou observando as pessoas.
De longe o viu, na companhia de seu capitão. Ela pode reconhecer Kirk mesmo em trajes civis.Jogavam xadrez ...de forma muito concentrada por parte de Spock.... Kirk por sua vez estava se divertindo.
Anabelle se dirigiu para uma mesa próxima...mas teve o cuidado de ficar de frente para ele. Sabia que era uma mulher atraente, mas sabia que vulcanos não se deixavam levar...ela não queria sequer perder a oportunidade de olhá-lo, e queria que ele a visse também.
Dia após dia, no mesmo horário ele estava lá. Ás vezes só, outras vezes na companhia de Kirk ou McCoy,e invariavelmente uniformizado.
Anabelle logo percebeu esta rotina , afinal todos os vulcanos que ela conhecera eram metódicos e por isso previsiveis...então sentáva-se ali onde ele poderia vê-la e permanecia um bom tempo. Ás vezes Chekov aparecia e lhe fazia companhia, sem perceber a intenção de sua bela amiga.
-Vai ficar só olhando pra ele de longe? -Irina indagava- Eu vejo que ele te observa também!
-Sim...eu percebi -suspirou desanimada- mas a chance de ele me dar um belo fora é maior do que dar certo...e tem mais...ele vai partir em breve.
-Garota! Se ele te der um fora, o máximo que vai acontecer é você evitar a sala de recreação B por 15 dias.É o unico lugar que ele frequenta.
As jovens conversavam animadas no turbolift, pois era final do expediente delas e Irina tinha um encontro marcado com um tripulante de nave estelar aquela noite.
A grande maioria das moças que trabalhavam na Estação tinham o costume de se envolverem amorosamente com os astronautas que ali passavam suas folgas, mas Anabelle não. Por isto Irina insistia tanto para que a amiga tomasse uma atitude, pois nunca a vira interessada em ninguém.
-Irina,acho que você tem razão...não tenho nada a perder...e só vou saber se eu tentar.
Naquela tarde se arrumou com mais cuidado e no horário de costume, foi pra Sala de recreação B.
Como era seu hábito nos ultimos dias, naquele horário Spock adentrava o turbolift rumo ao terceiro andar da estação.
-E então Spock...será que nossa, digo, sua bela amiga estará esperando?-gracejava Kirk arrumando a gola da propria camisa.
-Não sei do que está falando Capitão...
-Ora não se faça de bobo seu duende de orelhas pontudas!-bravejava McCoy que os acompanhava naquela tarde-Aquela moça bonita deve ter algum problema por se interessar por você, mas este é o fato.
-Doutor , tenho conhecimento do aparente interesse da moça, apenas desconheço tal amizade referida pelo capitão...
-Vamos Spock! Porquê não vai falar com ela? Chekov disse que ela é muito inteligente e agradável...
-Chekov?-balbuciou o vulcano.
-Sim...eles andam bem próximos...-insinuou o médico.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blankie Jackson
Leitore(a)s Cadastradas
Leitore(a)s Cadastradas
avatar

Feminino Número de Mensagens : 61
Idade : 39
campina grande
Data de inscrição : 18/09/2008

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Seg Set 12, 2016 11:16 pm

Deixa de ser timido spock vai lá fala com ela.
Ah é vulcano não tem sentimentos ://_:


Última edição por Blankie Jackson em Qui Set 15, 2016 7:57 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://unbreakable.ativoforum.com/index.htm
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 38
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Qua Set 14, 2016 5:28 pm

Blankie Jackson escreveu:
Deixa de ser timido spock vai lá fala com ela.
Ah é vulcano não tem sentimentos ://_:

fuéin...tem sim, mt intensos por sinal =P


_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 38
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Qua Set 14, 2016 5:29 pm

Cap 3 -O Jogo

*o que poderia acontecer num inocente jogo?



Enquanto eles conversavam no turbolift, Anabelle estava na sala de recreação, pensativa olhando as peças de xadrez diante dela.
Estava tão absorvida que sequer viu quando os três entraram e passaram diante dela.
Spock deteve-se um segundo olhando para a bela jovem.
Expressivos olhos verdes em um rosto de traços tão harmoniosos que ele lamentou por não ter se permitido notar antes.
Kirk e McCoy viam uma nuvem de exitação no rosto do amigo.Sabiam que ele queria ir, mas entendiam que nele habitava uma luta constante entre seu lado humano e sua prezada lógica.
Quando viu Chekov saindo do turbolift e andando na direção de Anabelle, apressou o passo e sentou-se na cadeira vaga diante dela.
Anabelle foi tirada de seu devaneio pela imagem de Spock ali parado.
-Você quer jogar?-ela perguntou diante do silencio dele.
-Sim, você gostaria de me fazer companhia?
Ela sorriu em resposta, e ele pôs-se a ajeitar as peças no tabuleiro.
Spock começou então a explicar como funcionava o jogo e suas regras, ao que Anabelle interrompeu sem desfazer seu sorriso.
-Tudo bem...eu sei como se joga!

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 38
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Qua Set 14, 2016 6:21 pm

Cap 4- Nada a temer




De longe os amigos observavam a cena
-Nunca imaginei ver Spock receoso a respeito de nada...
-Nunca imaginei ver Spock paquerando uma garota-completou McCoy.

A primeira partida Spock venceu tão rápido que Anabelle nem percebeu. Estava mesmo distraida.
Na seguinte ela bem que tentou, mas ainda não podia se concentrar.Ele tomar a iniciativa de se aproximar, mesmo que somente pra jogar xadrez, ainda era muito bom...mas ela precisava chamar atenção dele por aquilo que sabia que ele gostaria.
Respirou fundo e se concentrou, proporcinando uma partida longa e desafiadora,que ele tornou a vencer.
-Esta foi uma boa partida...o que acha de tornar a próxima mais interessante?-Anabelle sugeriu lançando um olhar sedutor para Spock.
-E o que poderia ser mais interessante?
-Uma aposta!-ela exclamou.
Diante do olhar incrédulo dele ela prosseguiu.
-Se eu vencer a próxima partida, Sr Spock...você vai me levar pra jantar hoje...
-E se eu vencer?-indagou erguendo a sombrancelha.
-Então é você que pode me pedir o que quiser.-falou adoçando a voz.
Ele pigarreou se ajeitando na cadeira e respondeu.
-Vulcanos não costumam apostar pois não há lógica alguma nisto, já que a probabilidade de você vencer é de um contra 225,7
-Então você nao tem nada a temer...-ela concluiu já arrumando as peças para o jogo.



_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blankie Jackson
Leitore(a)s Cadastradas
Leitore(a)s Cadastradas
avatar

Feminino Número de Mensagens : 61
Idade : 39
campina grande
Data de inscrição : 18/09/2008

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Qua Set 14, 2016 7:51 pm

esses cpitulos minusculos lele
Ce vai levar um surra spock


Última edição por Blankie Jackson em Qui Set 15, 2016 7:56 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://unbreakable.ativoforum.com/index.htm
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 38
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Qui Set 15, 2016 7:20 pm

Blankie Jackson escreveu:
esses cpitulos minusculos lele
Ce vai levar um surra spock
opa...surra de q? Rolling Eyes

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 38
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Qui Set 15, 2016 7:30 pm

Cap 5- A Aposta




A partida começou e logo Spock viu que Anabelle era uma excelente oponente.
E que ele próprio não estava conseguindo se concentrar naquela partida depois dos olhares de Anabelle.
Pegou-se observando as feições da bela moça enquanto jogava.
Notou que , quando ele propunha uma jogada mais difícil, ela apertava levemente os olhos e mordia o lábio inferior.
Ele sabia que expressões faciais não ajudavam a resolver problemas, mas mesmo assim gostava de vê-la fazendo aquilo.
-Xeque! -ela declarou com um largo sorriso interrompendo o devaneio de seu oponente.
Spock olhou surpreso para as peças diante de si.
De fato seu rei estava encurralado e não havia nenhuma jogada que ele pudesse fazer que mudasse a situação.
-Senhorita, foi uma ótima partida. Onde aprendeu a jogar assim?
-Um velho mercador de Vulcano vem regularmente á estação e sempre jogamos.
-E fazem apostas?-arqueou a sombrancelha.
-Não...e creio que agora o senhor me deve um jantar. Espero você aqui às 2100 horas. E espero vê-lo sem o uniforme esta noite! -falou piscando o olho, divertindo-se com a espressão confusa no rosto de Spock enquanto levantava-se da cadeira.
Ele chegou a abrir a boca para falar, mas a voz lhe faltou, então Anabelle tornou a sentar, completando.
-Não se assuste Spock.Quis dizer que desejo que venha com trajes civis.
E mais uma vez levantou-se, saindo pela porta sem olhar pra trás.

Anabelle saiu apressada pelos corredores, andando o mais rápido que podia até alcançar a ala dos funcionários, onde ela possuía uma cabine só pra si.
Entrou fechando rapidamente a porta atrás. Ainda arfando pela caminhada rápida, começou a rir de sua ousadia... a forma como desconcertou Spock insinuando que queria vê-lo nu.
-O que não seria má idéia-riu enquanto livrava-se de suas roupas e entrava no banho.


Assim que viu a bela mulher sair pela porta, McCoy se aproximou de Spock curioso.
-E então? Como foi Spock? Vocês ficaram jogando e ela foi embora? Você assutou a menina?
-São muitas perguntas doutor... Onde está o capitão?
-Jim saiu com aquela garota...ela chegou e eles se foram...não pode responder nenhuma das minhas perguntas?
-Aparentemente , eu perdi uma aposta e vou levar a senhorita Anabelle para jantar logo mais, doc.
-Um encontro?
-Segundo minhas leituras, só ganha o nome de encontro quando existe envolvimento amoroso de ambas as partes.
-Ora Spock, não se faça de desentendido...Vocês estão envolvidos! Ou acha que não vi a forma como se olhavam.
-Está bem doutor...Anabelle é muito intrigante...
-Atraente! Spock ela é linda!
-Concordo McCoy, e também joga xadrez com perfeição.


Anabelle estava ansiosa enquanto se arrumava...queria conversar com Irina, mas lembrou que a outra jovem tinha um encontro e que deveria estar bem ocupada áquela altura
Se banhou e perfumou com cuidado e por vezes ria-se sozinha do que havia feito. Sabia que vulcanos eram honrados, e que por isto Spock não a deixaria esperando, por isto não podia se atrasar também.
Vestiu-se de maneira feminina e discreta, olhou mais uma vez no espelho antes de sair . Soltou os cabelos e suspirou ansiosa. Será que ele poderia corresponder ao que ela sentia?

Chegou no local combinado e foi até o bar, apenas para esperar. Na hora exata que haviam combinado, ele entrou pela porta.
Usava uma tunica preta e ela não conseguia lembrar de alguém que tivesse ficado tão bem com uma vestimenta tão simples.

Spock entrou na sala de recreação B e logo a viu parada perto do bar. Usava apenas um vestido preto que ajustava-se perfeitamente ao corpo... sem grandes adornos ou maquiagem forte. Apenas um cordão prateado repousava em seu pescoço completando um visual que pra ele era tão belo como ele nunca havia visto.

Quando seus olhares se cruzaram ela sorriu e ele sentiu algo diferente. Não sabia dizer o que era, apenas que era agradável.

-Vamos?-ela sorriu se aproximando.
Era ilógico acreditar nisto, mas ela parecia se mover em câmera lenta.Spock nunca experimentara esta sensação antes, era como um feitiço.

-Spock? Vamos? -ela insistia diante do silêncio dele-Eu sei de um restaurante ótimo aqui na Estação. Você não come carne, certo?

-Não...eu não como carne.
-Eu também não.-ela completou sorrindo.
No turbolift não conversaram até chegarem no andar onde ficava o tal restaurante.
Spock tentava se concentrar, pois parecia que a lógica lhe faltava na presença daquela mulher, mas o perfume que emanava dela não deixava.
Na entrada ela se apresentou e um rapaz sorridente os encaminhou até uma mesa para dois, no fundo do restaurante. Anotou os pedidos e se afastou.

-Eu não sabia que este era um restaurante vegetariano...-ele comenta olhando em volta.
-E o melhor desta estação. Mas eu não gosto daqui só pela comida -falou estendendo a mão para o painel do lado deles.
Era uma especie de cortina . Se abriu lentamente revelando a lua magestosa no céu brilhando sobre o oceano artificial que Anabelle havia comentado.
-Linda não é?-Anabelle suspirou.
-É a base estelar,não?
-Sim...mas eu gosto de olhar pra ela...tão grande e bonita como uma lua de verdade.

Jantaram tranquilamente, e Anabelle pôde notar que, a seu modo, Spock tinha senso de humor e se controlava para não rir, pois sabia que ele não estava tentando ser engraçado em suas observações.

-E então? O que faremos agora? Anabelle pergunta com um sorriso meigo nos lábios enquanto o garçom recolhia os pratos após a refeição.
-Eu não sei...imaginei que seria apenas o jantar...
-Só se você quiser ir...-falou encarando-o.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blankie Jackson
Leitore(a)s Cadastradas
Leitore(a)s Cadastradas
avatar

Feminino Número de Mensagens : 61
Idade : 39
campina grande
Data de inscrição : 18/09/2008

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Qui Set 15, 2016 8:02 pm

Aproveita spock extende a noite
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://unbreakable.ativoforum.com/index.htm
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 38
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Sex Set 16, 2016 7:52 pm

Cap 6- O Jantar


-Tire os sapatos!Tenho certeza de que vai se sentir melhor...-Anabelle falava já juntando as proprias sandálias do chão.
-Fique tranquila senhorita, eu estou bem assim.Não entendo a razão de virmos aqui fora para caminhar.
-Porquê é agradável, aqui fora é bonito...-suspirou olhando mais uma vez na direção da base que brilhava tal como a lua.
-Você parece gostar muito de olhar a base.
-Fico pensando como deve ser trabahar lá.Viver lá...
-Creio que quando você tiver qualificações...
-Na verdade eu tenho...sou formada em engenharia pela Frota Estelar...só não consegui ainda.
-Engenharia?
-Eu sei...não parece...-sorriu melancólica-mas eu cresci amando o Espaço...e abracei esta chance com paixão...mas até agora só recebi autorização para ir até a base uma vez, e a unica nave que entrei foi a que me trouxe aqui.

-Eu sei que não é muito, Anabelle... mas gostaria de ir á bordo?
-Da Enterprise? Oh, minha nossa!Seria incrível!!
Enquanto falava, os olhos dela brilhavam.
Spock pegou o comunicador do bolso e chamou pela sala de transporte.
-Aqui Enterprise, ten.Gordon.
-Focalize o sinal neste comunicador tenente , dois para subir.
-Sinal travado senhor.
-Acionar.

Logo que se materializaram na nave, Anabelle parecia encantada, impressionada com tudo.
Spock mostrou os decks permitidos e se desculpou por não poder mostrar a engenharia, pois era a área que estava em manutenção e nem a ponte pois o capitão precisaria autorizar isto.
-Não tem problema! Só de estar aqui já está muito bom...estou emocionada Spock.Esta nave é um sonho!
-Eu sei de um lugar que você vai gostar. Me acompanhe.
Andaram pelos corredores silenciosos da Enterprise até uma sala enorme, com uma grande mesa e um timão.
Parecia uma grande sala de reuniões, com cortinas em toda a parte.
Spock se afastou um pouco, indo até um pequeno painel junto á porta.
De repente as cortinas começaram a se abrir lentamente, revelando que toda aquela parede era na verdade uma janela, dando uma vista incrível do espaço á frente.
-Uau!-exclamou-estou sem palavras...
-Imaginei que gostaria...sinto por não poder te levar até a base...
Anabelle estava realmente empolgada...emocionada com aquela demonstração de afeto. Fazer algo por ela apenas para agradá-la era a coisa mais meiga que ele poderia fazer.
Ela olhava encantada para aquele espaço imenso, estrelado diante dela, era como se ela pudesse dar um passo e se lançar naquele abismo de estrelas.
-Isso é tão lindo, Spock!
Então ela tornou a olhar pra ele. Estava tão proximo e seus olhos estavam fixos nela. Pareciam que a estavam chamando, pedindo por ela.
Anabelle não pôde resistir aquele chamado, e num impulso de ousadia, avançou aquele pequeno espaço que os separava, apoiou a mão em seu peito e tocou seus lábios delicadamente.
Spock permaneceu imóvel, mas quando Anabelle se afastou, viu que ele estava também de olhos fechados.
Ela entendeu o sinal de aprovação e então resolveu ousar mais e satisfazer sua vontade de beijá-lo.
Pousou seus lábios nos dele, sugando-os levemente, sentindo como eram macios e tão quentes. Atrevida prendeu o lábio inferior entre seus dentes, acariciando sutilmente com a lingua.
Spock não se movia, apenas se deixava beijar. Mas corforme Anabelle o tocava, ele sentia-se aos poucos perdendo o controle, aumentando sua vontade de também tocá-la.
Segurou-a pelos braços, afastando seus labios.Quase podia escutar o coração de Anabelle batendo descompassado e sentia seu corpo ficando quente. Via todo aquele desejo estampado em seus olhos... sabia que ele próprio estava no limite.
-Senhorita, preciso levar você de volta á Estação.
Ela suspirou desapontada mas concordou.
Spock a conduziu sem dizer mais palavra alguma até a sala de transporte e de lá para as coordenadas iniciais.
Seguiram sem conversar na direção da base. Anabelle estava envergonhada de ter cedido aos seus impulsos e Spock incomodado por ter se privado mais uma vez de fazer o que desejava.
Pararam diante do dormitório dela.
-Bem...então é isso. Obrigada pelo jantar e por me levar até a Enterprise...e peço que me desculpe pelo que aconteceu.
Ela falava desviando o olhar, como se estivesse procurando no chão as palavras.
-Você está arrependida do que aconteceu?-ele falou avançando um passo.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 38
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Dom Set 18, 2016 8:00 pm

Cap 7- Verde?


-Não...mas você...
Antes que ela pudesse completar seu pensamento, Spock se aproximou mais, acariciando seu rosto com a mão e terminando o movimento com um beijo suave.
-Boa noite srta Anabelle...

Anabelle ficou sem ação. Não esperava por aquele beijo e por isto mesmo teve um sabor todo especial.
Sentiu-se como uma adolescente que experimentara o primeiro beijo. Suas mãos ficaram repentinamente frias e a boca seca. Ficou ainda parada no corredor incontáveis segundos vendo ele se afastar e entrar no turbolift.

Assim que a porta do turbolift fechou, Anabelle abriu um grande sorriso. Ficou apreensiva porque ele a havia afastado, mas agora a iniciativa foi dele. Sentia um formigamento bom pelo corpo quando entrou em sua cabine e levou um susto, ao encontrar Irina sentada em sua cama terminando de preencher um relatório pro Chefe.
-O que faz aqui?
-Hum...minha colega de quarto estava com "visita" , então eu vim pra cá, pra gente conversar e você me ajudar com este relatorio...mas você não estava, então tive que fazer sozinha mesmo...
-Mas e o seu encontro? Você não trouxe nenhum homem pra cá, né?
-Não...pode ficar tranquila. Meu encontro terminou cedo...de qualquer maneira eu tinha coisas a fazer... Mas e você, tá toda bonita...onde esteve?
-Com Spock.-respondeu com um indisfarçável sorriso.
-Ai, minha nossa! Você estava com ele? Eu vi quando estavam jogando xadrez, mas até agora?
-Claro que não...
-Aiiiii, Anabelle! Me conta tudo! Como ele é, como foi tudo-e baixou o tom da voz-como é o negócio dele...é verde mesmo?
-Nada disso Irina! Ele me levou pra jantar e depois pra conhecer a Enterprise...
-E você quer que eu acredite que este brilho no olho é só por causa disso?
-Não...-e sorriu-eu não sei mentir...mas nós apenas nos beijamos...
-Tá apaixonada já?
-Irina...minha amiga ,eu não sei dizer o que eu tô sentindo. Porquê é tão dificil entender os sinais que ele me dá.É confuso e bom...eu só sei que vai ser difícil dormir hoje...
As amigas riram muito enquanto arrumavam as camas para tentarem dormir enquanto Irina fazia mil perguntas e pedia cada detalhe daquele encontro.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blankie Jackson
Leitore(a)s Cadastradas
Leitore(a)s Cadastradas
avatar

Feminino Número de Mensagens : 61
Idade : 39
campina grande
Data de inscrição : 18/09/2008

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Dom Set 18, 2016 8:50 pm

Lele vc me matando de amor com dois capitulos
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://unbreakable.ativoforum.com/index.htm
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 38
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Dom Set 18, 2016 9:19 pm

Blankie Jackson escreveu:
Lele vc me matando de amor com dois capitulos
Spock sendo logicamente fofo

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 38
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Seg Set 19, 2016 10:33 pm

Cap 8- Não olha Agora!


Aquela noite Spock sequer tocou sua cama.
Passou a madrugada toda meditando, se concentrando.Havia chegado tão perto de perder o controle, e não queria que aquilo se repetisse.
Passou também a manhã ali, não aparecendo pra nenhuma de suas atividades rotineiras.
No inicio da tarde Kirk foi até sua cabine.
-Spock você não saiu da cabine hoje...está tudo bem?
-Sim capitão, eu precisei ficar meditando. Já que estamos de folga eu achei que...
-Calma...só queria saber se estava com algum problema.E também queria te convidar pra ir naquele bar...aquele perto dos decks holograficos. Magro disse que lá tem musica ao vivo e a cantora é linda...
-Capitão...eu não bebo ou aprecio este tipo de atração...creio que o dr. McCoy seria uma companhia mais adequada.
-Ora...vamos Spock! Fazer algo diferente hoje...
-Está bem, Jim...eu o acompanharei.

Anabelle mal pregou os olhos aquela noite, e precisou de uma boa dose de maquiagem para disfarçar as marcas em seus olhos, mas trabalhou a manhã toda com um sorriso indisfarçável nos lábios.
No horário de almoço, preferiu ir até sua cabine e descansar brevemente, pois não queria estar muito abatida quando fosse pra sala de recreação aquela noite.
A tarde foi cheia. A Estação recebeu muitas visitas aquele dia e Anabelle mal teve tempo de pensar.
Trabalhou com todo empenho e simpatia de costume, mas sua mente não podia deixar de viajar por aquela estação a relembrar o perfume másculo que emanava de Spock, nem o calor de seus lábios.
Se pegou tantas vezes olhando para o nada e sorrindo.
-Garota, você está assim só por um beijo...imagina quando ele te pegar de jeito! -Irina cochichava enquanto aguardavam o transporte trazer mais alguns possíveis hóspedes-Já marcaram o próximo encontro?
-Não...ainda não nos vimos hoje...
-Mas não deixaram nada marcado? Ih, esse seu bonitão, não sei não...
A conversa foi interrompida pelo transporte de um novo grupo, aos quais Anabelle e Irina se apresentaram e guiaram pela Estação.
Mostraram onde ficavam os alojamentos e se despediram.
-Será que tem mais alguém pra gente hoje?-falou Anabelle massageando o proprio ombro.
-Faltam 15 minutos...se a gente for até a sala de transporte com certeza vai ter...mas se a gente der uma passadinha naquele bar ali pra fazer uma happy hour...que tal?
-Normalmente eu diria "não", mas hoje estou tão cansada que vou aceitar...
-Que ótimo!-Irina comemorou já puxando Anabelle pelo braço.
Era um bar com música ao vivo e naquele momento uma mulher de voz suave espalhava sua melodia por todo o lugar.
O lugar estava cheio, então elas foram até o bar.
Irina foi direto ao barman
-Quero um Harvey Wallbanger por favor
-Quero um também... mas sem a vodka!
-Anabelle, mas isso é suco de laranja!
A morena riu e respondeu.
-Sabe que eu não bebo e que se eu beber eu caio dormindo aqui mesmo.
-Belle,não olha agora!
-O que foi-respondeu distraida mexendo o suco com o canudinho.
-O teu bonitão tá aqui! Tá olhando pra cá . Eu disse pra não olhar garota!

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blankie Jackson
Leitore(a)s Cadastradas
Leitore(a)s Cadastradas
avatar

Feminino Número de Mensagens : 61
Idade : 39
campina grande
Data de inscrição : 18/09/2008

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Ter Set 20, 2016 3:14 pm

Aquele momento que vc pede pra nao olhar e a pessoa vira a cabeça igual a menina do exorcista
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://unbreakable.ativoforum.com/index.htm
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 38
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Ter Set 20, 2016 5:21 pm

Blankie Jackson escreveu:
Aquele momento que vc pede pra nao olhar e a pessoa vira a cabeça igual a menina do exorcista
Precisamente

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 38
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Ter Set 20, 2016 5:22 pm

Cap 9- Um sorriso Sedutor



***
Kirk e Spock conversavam num canto do bar. Kirk bebia um drink estranho e verde enquanto Spock preferiu um copo de agua
-Eu não acredito que você pediu agua!
-Capitão, eu não poderia pedir algo que não pretendo consumir.
-Ás vezes concordo com McCoy, que você nao tem jeito mesmo.
De repente algo pareceu ter chamado muito a atenção de Spock, ao ponto de ele nem prestar atenção no gracejo de Kirk .
-O que foi? O que foi Spock? Tá olhando pro bar feito um perdigueiro!
-Um o quê, capitão?-falou sem desviar o olhar.
-Ah...já vi...Irina e a sua amiga...Anabela, não é?
-O nome dela é Anabelle, senhor...
-Um lindo nome para uma linda mulher.
***
Anabelle não conseguiu obedecer a ordem de não olhar. Era impossível não procurá-lo. Parecia que ela não o via há dias, da forma que seu coração acelerou.
Sentiu seu rosto ficar quente quando encontrou os olhos dele naquele ambiente de luz baixa, e sorriu envergonhada.
-E agora...vai até lá?
-Eu acho melhor não...-falou se virando de volta pro balcão.
-Garota! Não é hora de ser tímida...o bonitão parte em duas semanas! Se você quer, vai á luta!
-Tem razão! Como eu estou?-perguntou arrumando os cabelos.
-Um lixo...
-Irina, você sabe animar hein...
-Você sabe que está bonita...agora vai!-e deu um empurrão na amiga, forçando-a a andar.
A morena atravessou o bar sem desviar os olhos de Spock. Parecia estar hipnotizando-o, pois ele também não desviava o olhar. Kirk percebendo tudo isto, saiu da mesa sem que Spock percebesse e fez o caminho contrário de Anabelle, indo para o bar, junto de Irina.
-Bem...acho que nós sobramos aqui...que tal beber alguma coisa comigo?-Kirk falou abrindo um sorriso sedutor.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blankie Jackson
Leitore(a)s Cadastradas
Leitore(a)s Cadastradas
avatar

Feminino Número de Mensagens : 61
Idade : 39
campina grande
Data de inscrição : 18/09/2008

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Ter Set 20, 2016 7:46 pm

Com o kirk eu vou ate pro alojamento dele
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://unbreakable.ativoforum.com/index.htm
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 38
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Qua Set 21, 2016 1:52 am

Blankie Jackson escreveu:
Com o kirk eu vou ate pro alojamento dele
Vc vai até os limites da zona neutra se ele assim desejar que eu sei

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 38
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Qui Set 22, 2016 9:13 pm

Cap 10- Algo pra Recordar


Anabelle se aproximou e sentou-se ao lado de Spock, os dois se olhavam intensamente sem dizer palavra alguma, mas quem estava de fora sentia a eletricidade no ar.
Depois de alguns segundos, o vulcano resolveu quebrar o silencio.
-Você está bem?
-Um pouco cansada...alguns pensamentos não me deixaram dormir...
Spock olhou na direção do bar e viu Kirk falando ao pé do ouvido de Irina que ria muito.
-Vamos sair daqui?Acho que precisamos ficar a sós.
Ela assentiu com a cabeça e o seguiu silenciosa para fora do bar até o turbolift.
Anabelle pediu o deck térreo da Estação, e enquanto o transporte se movia, se olhavam intensamente.
Ela sabia o que estava sentindo naquele momento.
Era desejo puro. Ela queria beijá-lo, queria sentir os braços dele envolvendo seu corpo. Ela queria tudo, mas sabia que teria que esperar pelo tempo dele...embora visse um fogo queimando em seu olhar.
Saíram pela porta que dava acesso á praia.
Era fim de tarde e o céu ganhava tons alaranjados e soprava uma brisa fresca vinda do oceano.
Anabelle andou alguns minutos sentindo a brisa, até estarem longe o bastante da estação.
-Porquê a praia?
-Você disse que queria que ficássemos a sós...a praia é linda e ninguém vem aqui...-ela falou ficando de frente pra ele.
-Suas ações me deixam confusa-disse ela esticando o braço para tocar seu peito-eu não sei o que quer.
-Eu me sinto muito atraído por você, senhorita, mas não quero ferir seus sentimentos...
-Eu sei que logo você partirá...mas mesmo assim quero ter isto pra recordar.
Ela avançou os poucos centímetros que os separavam e colocando-se na ponta dos pés, tomou os lábios de Spock.
Eram tão macios e quentes quanto ela recordava, e sentiu seu coração estremecer quando ele pôs suas mãos firmes em suas costas e correspondeu áquele beijo com ternura.
Anabelle sentia suas pernas amolecendo conforme aquele abraço ia ficando mais intenso e era como se o ar estivesse a lhe faltar.
Lentamente ele foi separando seus lábios e desfazendo o abraço, acariciando o rosto de Anabelle com carinho.
-É algo realmente bom para se recordar, senhorita.
Ela apenas sorriu. Ele parecia tão inocente e tão sedutor ao mesmo tempo.
-Podemos recordar muitos outros mais Spock.
Um pequeno sorriso se desenhou nos lábios do vulcano.
-Seria perfeito, mas por hora, gostaria que aceitasse jantar comigo...
-Sem o uniforme esta noite?-ela sorriu lembrando a forma como ele havia ficado embarassado da ultima vez.
-Sim...sem uniformes.



_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 38
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Sex Set 23, 2016 10:17 am

Cap 11 - Sobremesa


Andaram de mão dadas até a entradada Estação, quando Anabelle se despediu.
-Tenho ainda algumas obrigações do trabalho a resolver...nos vemos depois? Na sala de recreação ás 20:00?-ela falava e ia se afastando, em seguida tomando um corredor longo na direção da administração.
Spock tomou o turbolift e voltou para sua cabine.
Era fato de que os vulcanos também possuiam emoções e neste momento seu lado humano também tomava parte daquilo tudo. Anabelle era a mulher mais atraente que conhecera em toda sua vida, e mesmo que fosse algo passageiro,ele estava satisfeito por viver aquelas sensações que ele nunca havia experimentado. Aquela estranha sensação de euforia que vinha com a presença dela e como seu corpo reagia ao seu toque.
Ia andando calmamente pelos corredores com todos aqueles pensamentos em profusão em sua mente.
De repente a porta de uma das cabines á frente se abriu e dela pôde ver saindo Irina, sorridente e despenteada.
A moça passou por ele apressada e havia uma marca vermelha bem evidente em seu pescoço.
Quando passava pela cabine de onde ela saira, escuta a voz de Kirk
-Ei Spock! Venha cá!
-Capitão?
-Como foi lá, hein? Linda garota! Você é um sortudo...Essa daí-falou apontando a porta, referindo-se á Irina -ela é bonita...mas a sua morena, meu amigo...
Kirk estava claramente alcoolizado, seu olhar e seu linguajar revelavam isto.
-Capitão,o senhor não está em seu juizo perfeito e peço que vá repousar...
-Ora, vamos Spock, não seja tímido...pode se abrir...eu vi Vocês saindo juntinhos..
-De qualquer maneira, não desejo falar sobre este assunto, senhor...com licença.

***
Anabelle foi até a administração preencher os relatórios daquele dia e verificar mais uma vez seu pedido de transferência para a Base.
Nada.
Cada mês que passava ela se sentia mais frustrada com essas negativas. Teve ótimas notas e era bem qualificada.Mas mesmo assim, não conseguia.
-Nada denovo amiga?
Era Irina que cruzava com ela pelo corredor. Irina sabia que toda sexta Anabelle passava pela administração para verificar o pedido de transferência.Mas agora a amiga sorria.
-Nada...
-Pelo sorriso, a conversa com o vulcano deu frutos.
-Ele me chamou pra jantar com ele mais tarde...
-E você de sobremesa?
-Você é tão discreta Irina...fico impressionada.
-Ah...diga que você não quer...
-Não vou negar...mas estar perto dele é simplesmente muito bom...
-Está bem...vou acreditar. Agora preciso entregar o relatório da semana ou o Chefe me mata!

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 38
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Sab Set 24, 2016 7:34 pm

Cap 12- Namorado



Anabelle voltou para sua cabine e se arrumou com capricho.
Sua pele ainda parecia estar em brasa por causa dos beijos e do toque das mãos de Spock.
Prendeu os cabelos para revelar seu pescoço e escolheu um vestido leve e feminino.
Riu de si mesma enquanto se perfumava, imaginando se ele gostaria daquela fragrancia.
Ela foi pra o local combinado mais cedo. Estava ansiosa e resolveu bebericar algo pra relaxar.
Escolheu uma mesa que ele poderia vê-la assim que chegasse e poderiam sair logo dali.
Estava distraída observando algumas crianças-extremamente raras naquela estação, já que crianças eram raras no espaço-quando escutou uma voz masculina familiar.

Spock demorou mais que o previsto para se arrumar. Aquela ansiedade era ilógica e bastante inoportuna, já que ele e Anabelle se conheciam e o propósito de ambos estava claro.
Chegou na sala de recreação cinco minutos atrasado e logo viu que Anabelle já estava lá e que não estava só.
Havia um homem junto á ela e eles pareciam bastante íntimos, pois ele beijava calorosamente suas mãos e a expressão no rosto dela não era de desaprovação.
Ficou tentando entender o que estava se passando .
Era óbvio que aquele homem flertava com Anabelle, mas porquê ela parecia estar gostando? Ela sorria olhando pra ele. O que será que ele tinha a oferecer?
Ela falou tanto na Base...será que aquele homem seria a ponte que ela precisaria pra isto? Já escutara histórias de pessoas dispostas a qualquer coisa pra alcançar seus objetivos...nåo imaginava que Anabelle seria deste tipo...mas a forma impetuosa com que flertou com ele podia dar sinais disso e só ele não percebeu.
Observou mais alguns segundos, concentrando-se somente em Anabelle, e pôde perceber que, ao contrário do que parecia, sua mente lutava contra aquele flerte.
***

Anabelle foi desperta de suas divagações acerca das crianças pela voz suave de Ghan, um homem de Órion que havia chegado na Estação aquela manhã.
Diferente das mulheres daquele planeta, os homens não possuíam a pele verde, mas eram donos de um poder de sedução quase hipnótico, especialmente quando escolhiam uma fêmea de outra espécie para exercer este poder.
Anabelle tentava em vão desviar o olhar de Ghan. Já havia percebido seu interesse aquela manhã, mas usara de todos subterfúgios para evitá-lo.
Enquanto ele beijava sua mão, ela tentava levar sua mente para longe dali. Não que Ghan lhe oferecesse algum perigo, mas ela realmente não estava interessada.
Concentrou-se mais, tentando furiosamente pensar nas aulas complicadas de física quântica e em como xenolinguística era interessante, mas sua mente se desligou completamente quando lembrou da forma como se sentiu a primeira vez que Spock se materializou na sala de transporte.
-Ghan...desculpe...você é muito gentil, mas eu tenho namorado...-ela desviava o olhar, puxando a mão, buscando a imagem de Spock na entrada daquele local.
-Ele não deve ser um bom namorado, por deixar tão bela fêmea aqui sozinha-ele insistia adoçando mais a voz.
-Anabelle, sinto pelo meu atraso.
Spock chegara a tempo de escutar Anabelle nomeando-o como seu namorado, e agora encarava furiosamente Ghan.
-Você é um homem de sorte , vulcano...-ele falou beijando a mão de Anabelle, mais uma vez e se afastando, indo procurar por outra "vítima".



_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 38
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Seg Set 26, 2016 9:07 pm

cap 13- Adoro quando me chama Assim



-Você chegou bem na hora...eu estava ficando assustada- Anabelle falava andando ao lado de Spock, na direção do turbolift.
-A senhorita disse que tem namorado...acaso sou eu?-perguntou erguendo a sombrancelha enquanto a porta se fechava.
A morena riu desconcertada, sentindo o rosto enrubescer, por fim, encarou Spock.
-Eu gostaria que fosse...você sabe...
Os dois se olhavam intensamente.
-Logo eu vou partir...
-Eu sei disto...então seja pelo tempo que estiver aqui...
Iam falando e se aproximando, a ponto de estarem quase tocando os lábios quando a porta do turbolift se abriu.
-Bem...-ele falou indicando a ela que saisse do transporte-eu reservei uma mesa pra nós naquele restaurante que você gosta...
-E depois?-ela provocou.
Spock pigarreou desconcertado.
-Não pensei nisto...ainda.
Jantaram calmamente.
Spock conseguiu uma mesa com uma vista ainda mais incrível da Base, mas Anabelle mal conseguia prestar atenção.
Parecia que cada minuto que passava, pressedia outro mais intenso.
Sequer conseguiu tocar na sobremesa...ela sabia o que queria e nem era preciso palavras...seus olhos diziam que seu sangue borbulhava.

***
Saíram do restaurante sem conversar.
Ele ia conduzindo o caminho e ela o seguia.
-Pra onde estamos indo?
-Quero te mostrar algo...
Andaram mais um pouco...a Estação agora estava com as luzes mais baixas, pois era tarde.
Passaram pela recepção com todas aquelas pequenas luzes acesas.Não havia ninguém ali, apenas os dois.
-É mais bonito que o deck holográfico...
-Tem algo que eu quero fazer desde que estivemos lá...-ele falava ficando de frente pra ela, afastando uma mecha de cabelo dos olhos de Anabelle.
Sem parar o movimento, Spock tomou os lábios de Anabelle lentamente, puxando-a suavemente para junto de si com o braço livre.
Era um toque delicado e ainda assim, fazia com que a pulsação de ambos subisse vertiginosamente.
Ela podia sentir que os movimentos de Spock eram bastante contidos, cheios de cuidado.
-Você é tão linda, Anabelle... é a mulher mais linda que já conheci...-ele falava enquanto acariciava seu rosto delicadamente.
Ela sorriu e suspirou inclinando o rosto, sentindo a mão de Spock em seu rosto.Quente e macia
-Estar com você é sempre melhor do que imaginei.-olhou em volta-aqui é mesmo lindo...
-Não era isto que eu queria lhe mostrar senhorita-falou desfazendo o abraço-você está pronta?
-Pronta pra quê?
Ele segurou a mão de Anabelle e rapidamente tirou o comunicador do bolso.
-Dois para subir!
Antes que ela pudesse pensar em algo, a recepção da Estação começou a sumir de seus olhos e um novo lugar começou a surgir.
Se viu em uma sala de transporte, mas ela sabia que não era a Enterprise.
-Permissão para ir a bordo-ele falou solene.
-Concedida comandante. Você e sua parceira são bem vindos .
-Spock...aqui é...-ela cochichou nervosa.
-Bem vindos á Base Estelar 6, eu sou o tenente Cortez. Comandante Spock ,aqui estão suas permissões para esta visita.-falou o homem de traços latinos enquanto entregava dois pequenos broches.-acho que não vão precisar de guia...
-Obrigada tenente.Senhorita Anabelle, me acompanhe.
Saíram da sala de transporte e ganharam os corredores da Base.
-Meu Deus...Spock! Eu não acredito que estamos na Base!
-O tenente nos deu as boas vindas e passes para a Base...é ilógico duvidar que estamos aqui...
-Eu só quis dizer que estou estupefata por estar aqui!
-Mas já esteve aqui antes....
-Uma única vez, quando cheguei aqui...mas como você conseguiu?
-Venho trabalhando na Base desde que...saimos para jantar, enquanto você estava trabalhando na estação.Precisava manter a mente ocupada...
Ele falava enquanto chegavam á um deck que dava uma bela vista do planeta abaixo.
-Uau...Spock você gosta mesmo de me ver sem fôlego! Que vista incrível!-ela exclamava debruçando-se no parapeito.
-Eu aprecio a forma como as coisas te emocionam...como seu rosto muda de cor e seus olhos brilham...
Anabelle sorriu sentindo o rosto corar.
-Bem...você faz isto comigo, Spock...-esticou a mão para trazê-lo mais para perto.-Eu sei que estamos em um ambiente militar...mas nem você e nem eu estamos de serviço...seria uma transgressão se você me beijasse agora?
-Creio que não seria, senhorita.
O moreno se aproximou, encostando sutilmente seu corpo no dela, e provou outra vez de seus lábios, envolvendo sua cintura, sentindo a curva delicada do seu quadril.
Era realmente prazeroso pra ele sentir as formas femininas de Anabelle em suas mãos, e pela forma que ela reagia, sentia o mesmo.
-Senhorita-suspirou recompondo-se -é melhor pararmos com isto e retomarmos nossa visita á Base.
-Adoro quando me chama de "senhorita"-suspirou e sorriu,não queria parar, mas estavam em uma Base militar, não era realmente apropriado.
Seguiram com o passeio, ás vezes de mãos dadas, outras apenas lado a lado. Spock lhe mostrava e explicava sobre tudo naquele lugar que era mais que um sonho pra ela.
As horas passaram voando e já era alta madrugada quando retornaram á estação.
-Está tarde, senhorita...melhor levá-la até sua cabine...
Anabelle concordou. Seriam mais dois ou três minutos antes que se despedissem.Estava exausta, o dia havia sido demasiado longo, e seu corpo pedia descanso. No dia seguinte estariande folga e faria de tudo para desfruta-lo ao lado de Spock.
Chegaram á porta da cabine
-Espero que tenha apreciado as útimas horas tanto quanto eu, Anabelle...
-Ah, Spock... foi incrível...eu adorei ter conhecido a Base tendo um guia tão charmoso.Adorei nosso encontro.-Anabelle falava enlaçando as mãos em torno do pescoço dele.
-Concordo.Foi muito agradável ir até lá com sua encantadora companhia.
-Spock.
-Sim, Anabelle?
-Agora você deve me dar um beijo de despedida- sorriu ficando na ponta dos pés, apoiando-se nos ombros dele.
Spock esboçou um pequeno sorriso , abraçando Anabelle com carinho e tocando seus labios suavemente, dando pequenos beijinhos , e observando como ela fechava os olhos e tombava a cabeça para trás, completamente entregue.
Deslizou uma das mãos em suas costas firmemente, segurando em sua nuca e experimentou aprofundar aquele beijo, sugando os lábios de Anabelle com mais volúpia, apertando seu corpo esguio contra o dele.
Sentia o coração da jovem batendo cada vez mais rápido e sabia que perderia o controle em breve quando escutou a morena gemer de prazer ao sentir a mão dele em seu quadril.
Anabelle saiu do abraço apenas o suficiente para acionar a abertura da porta. Ela queria e via nos olhos dele, que queria ir além.
Sem desviarem o olhar, ela o conduzia para dentro de sua cabine.
-Você tem certeza de que é isto que quer?-indagou quando a porta se fechou atrás dele.
-Você não me quer?-insistiu dengosa soltando os cabelos, deixando-os cairem em ondas sobre seus ombros.
-Não se subestime, Anabelle...
Ele envolveu sua cintura com uma das mãos e com a outra afastava o cabelo do pescoço alvo da bela morena, depositando ali beijos lânguidos, e escutando-a suspirar.
O som sensual da voz de Anabelle gemendo baixinho fazia seu sangue ferver dentro das veias.
Anabelle sentia seu corpo tremendo em expectativa.
Subiu as mãos pelas costas de Spock, acariciando os ombros largos e os músculos firmes, e então começou a suspender sua camisa, sentindo a pele quente como brasa e aquele perfume que emanava dele...ela nunca havia sentido nada igual.
Ajudou-o a livrar-se da camisa e enquanto ele voltava a beijá-la,ela acariciava os pêlos macios e fartos em seu peito.
Nunca havia apreciado está característica em um homem...mas nele, dava um ar maduro e sensual.
Spock explorava sem pressa as curvas da mulher em seus braços enquanto desfrutava do sabor de seus lábios voluptuosos.
Andavam errantes pelo quarto em penumbra, trocando beijos abraços e suspiros, e pouco a pouco sentir os lábios um do outro deixava de ser suficiente.
Quando alcançaram um pequeno aparador que ficava na entrada da cabine, Spock suspendeu Anabelle sem qualquer esforço, colocando-a sentada ali, e agora podia acariciar sem restrição suas coxas ,alisando e apertando...puxando-a para si.
Anabelle sugava os lábios de seu amante com sofreguidão, abraçando-o com luxúria, roçando as unhas em sua pele.
De um movimento, suspendeu e retirou o fino vestido da morena, revelando a lingerie delicada que ela vestia.
A visão do seio nu dela arfando de desejo era extremamente estimulane e ele resolveu deixar seu lado humano aflorar livremente.
-Anabelle...eu não posso mais...manter o controle...-ele sussurrava apertando-a com mais força contra seu corpo, fazendo com que ela o sentisse.
-Não mantenha, Spock-gemeu ao sentir sua ereção sob a calça.
Ele tomou Anabelle nos braços e levou-a para a cama, deitando-se sobre ela.
Acariciou seu pescoço e colo sem pressa, alternando mordidas, lambidas e beijos em seus seios...
Sentia o quanto ela estava gostando daquele momento e seguiu saboreando as nuances do perfume e calor de sua pele, descendo em direção ao seu ventre.
-Anabelle...você é tão incrivelmente linda...-ele balbuciava enquanto puxava a lingerie dela até os tornozelos.
Em seguida fazendo o caminho contrário com as mãos, sentindo a pele da jovem se arrepiando e sua respiração em suspenso.
Anabelle mal conseguia respirar tamanha era a expectativa, até que voltou a sentir o corpo de Spock sobre ela.
O quarto estava em penumbra e apenas a luz débil que emanava da Base entrava pela janela entreaberta da cabine, revelando os contornos dos corpos, num jogo de luz e sombra.
Ela deslizava as mãos pelo corpo dele, sentindo que estava completamente nu.
Seus beijos eram delicados, carinhosos e pouco a pouco ele a invadia, ela o envolvia.
Olharam-se carinhosamente quando sentiram-se completos um no outro.
Lentamente ele se movia nela, intenso...lendo o extase chegando ao rosto dela...tomando conta de seus corpos unidos, como uma onda incontrolável. As vozes ecoavam ritmadas e nenhum dos dois queria parar até ter o bastante do outro.
Anabelle apertava com força os dedos na pele de Spock, e ia sentindo aquela onda de êxtase a invadindo e dominando seus pensamentos e suas ações.
Gemeu alto chamando por ele até sentir-se desfalecer de cansaço.
O corpo suado ainda sentindo o calor da pele dele...os cabelos bagunçados e um sorriso satisfeito no rosto.
Esperou que ele se deitasse ao lado dela, e então abraçou-o,aconchegando-se em seus braços e brincando distraida com os pêlos de seu peito.
A respiração dela ainda acelerada e aquele torpor no corpo, o relaxamento iam tomando conta, até ela quase adormecer.
Despertou escutando a voz dele, parecendo estar tão longe, e o toque suave em seus cabelos.
-Anabelle...acorde...eu preciso ir.
-Oh...fique até amanhecer.-resmungou aconchegando-se mais.
-Senhorita, já está amanhecendo.
Com dificuldade ela abriu os olhos e a pôde vislumbrar o céu ficando alaranjado.
-Ah, Spock... você precisa mesmo ir?
Ele permaneceu em silêncio, então ela tornou a falar, afagando seu peito.
-Fique pelo menos até que eu adormeça...depois do que tivemos, eu não quero adormecer sozinha...
Spock suspirou longamente, abraçando Anabelle, aconchegando-a em seus braços e dando um beijo carinhoso em sua testa e por fim afagando seus cabelos.
-Eu fico, senhorita.
***



_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Amor Não é Lógico
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 4Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Duas historinhas que envolvem o amor
» Cantar junto, falta de respeito ou prova de amor
» Missão Resgate por Amor
» O Baixo Mágico!
» Sereias e vampiros!O amor não te barreiras

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Star Trek FanFiction :: Indice de Fanfictions Trekers :: Escritora T'Vran-
Ir para: