Star Trek FanFiction

Forum dedicado a franquia Star Trek
 
InícioPortalFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 O Amor Não é Lógico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 37
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Ter Set 27, 2016 9:30 pm

Capítulo 14 - Folga?

Anabelle acordou horas depois. Sozinha como ela sabia que seria.
Afagou a cama vazia , aspirando o perfume dele impregnado nos lençóis.
Suspirou desanimada e sentou-se na cama, espreguiçando longamente ainda de olhos fechados...estava muito cansada.
-Bom dia senhorita Anabelle...
Ela abriu os olhos depressa com o coracão em sobressalto. Spock sentado em um poltrona aos pés da cama a observava impassível.
-Achei que tivesse ido embora...
-Resolvi esperar que acordasse. Quero me desculpar pela forma como agi...
-Se desculpar de quê? Nada do que aconteceu entre nós precisa ser desculpado...pelo menos eu não sinto isto...-ela falava saindo da cama enrolada no lençol, indo na direção dele.
-Eu te feri...-ele falou direcionando seus olhos para uma marca arroxeada na coxa da jovem.
-Spock, se você estivesse me machucando eu avisaria. Entendo a sua preocupação, mas estou bem.
Terminou de falar dando um selinho demorado nele e se afastando, indo em direção ao banheiro.
-Eu estou de folga hoje...você tem algo programado?
-Sim. Estou trabalhando na Base, lembra-se?Deveria ter chegado lá há 17 minutos.
-Fiz você se atrasar? Não quero ser culpada por arruinar esta fama dos vulcanos! Anabelle falava claramente divertida, voltando pra junto de Spock, agora enrolada em uma toalha e de cabelos molhados. Se aproximou e rodeou o pescoço dele com os braços-ou você queria um beijo de despedida?
-Seria uma ótima idéia, senhorita...mas eu não posso me atrasar mais.-ele falou lentamente, sentindo o perfume fresco que vinha dela, e seus olhos brilhavam tanto...
Segurou firme em sua cintura, sentindo seu corpo macio sob a toalha. Não...ele não podia se atrasar. Respirou fundo ,tocou os lábios da morena delicadamente e se afastou.
-Nos vemos mais tarde, Spock?
-Até mais tarde, senhorita.

***
Spock trabalhou na Base durante toda a manhã, e no fundo de sua mente lamentava por ter iniciado tal tarefa. Por muitas vezes desejou estar na Estação, na companhia de Anabelle. Simplesmente estar ao lado dela, desfrutando de sua companhia ou acariciando sem pressa sua pele macia e perfumada. Fechou os olhos e suspirou. Não podia deixar este tipo de pensamento dominar sua mente.
No horário destinado ao almoço, retornou á estação para se juntar aos seus amigos e intimamente desejou ver sua bela dama.
-Spock, seu maldito duende e sangue verde...como pode querer ficar trabalhando com tudo que há aqui...e como pode deixar aquela moça linda sozinha por aí...-falou McCoy cutucando o braço de Kirk enquando o vulcano se aproximava deles.
-Doutor, o trabalho na Base é bastante relaxante para mim e não vejo porquê seria imprudente deixar Anabelle desacompanhada. Ela trabalha e mora nesta estação e conhece as instalações melhor que qualquer um de nós.
Os amigos riram da resposta inocente do vulcano. Sabiam que relaxar e aproveitar não faziam parte do vocabulário do oficial de ciências e entendiam que ele era extremamente reservado no que tocava seus assuntos pessoais.

***

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 37
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Qua Set 28, 2016 9:25 pm

Capítulo 15 - Chefe.

Anabelle passou o resto da manhã preguiçosamente em sua cabine.Leu alguns emails e tratou dos cabelos...queria se sentir bonita.
Passou extensos minutos relembrando o encontro com Spock, o passeio na Base e a forma como a noite terminou. Curtiu cada dorzinha em seu corpo e os arrepios que aquelas lembranças traziam.
Passava do meio da tarde quando ela saiu.
Resolveu ir até a praia tomar um pouco de sol.
Ia andando a passos calmos pela Estação, cumprimentando um e outro hóspede que a reconhecia.
No meio do caminho encontrou Irina.
-Garota tá indo aonde?O chefe tá te procurando!
-Será que ele esqueceu que hoje é minha folga?-suspirou contrariada.
-Tava indo encontrar teu bonitão?-perguntou piscando o olho, divertida
-Não...só estava andando por aí...acho que vou até a praia...
-Nossa que desânimo...mas vá ver o chefe antes, ou ele não dá paz pra ninguém hoje.
-Eu vou agora-bocejou.
-Nossa, garota...tá cansada hein...
Mas a morena não ouvia, já havia se afastado.
Anabelle foi até a administração a passos lentos. Estava bastante cansada dos ultimos dias agitados e noites em claro.
***
-Bom dia chefe...Irina disse que estava á minha procura...mas segundo a escala hoje a Thalia cobre o meu turno...
-Você tem sido vista com bastante frequência na companhia daquele hóspede...o vulcano.
-Sim...e o que tem isso a ver com meu trabalho? Além do mais, só fui vista com ele depois do meu turno...
-Você tem certeza do que está fazendo, Anabelle?
-Eu já sou bem crescidinha pra decidir minhas companhias, o senhor não acha, chefe?
-Você é...mas sabe que eu me preocupo...-o homem falou levantando-se de sua cadeira e indo na direção dela.
-Eu sei...mas você não pode me proteger pra sempre-disse ela aceitando o abraço.
-Desde que sua mãe se foi Belle, você é tudo que eu tenho, não quero que ninguém te machuque.
-Spock não faria isto, você bem sabe,pai...
-Você sabe que depois que a nave deles ficar pronta, nunca mais vão se ver?
-Eu estou perfeitamente consciente disto...é um preço alto, mas estou disposta a pagar.
-Você gosta mesmo desse homem, filha?
-Mais do que eu posso compreender, pai...

Aquela tarde Anabelle desistiu da praia e passou o resto do tempo com o Chefe da Estação, mas não com o chefe e sim com seu amado pai.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 37
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Qui Set 29, 2016 8:11 pm

Capítulo 16 - Melhor assim.

No horário de costume dos ultimos dias, ela se arrumou e perfumou e rumou á sala de recreação b. E no horário de costume ele chegou. Com Kirk e uma mulher. Linda. Uma mulher dotada de uma beleza muito singular.
Passaram por ela distraidos conversando com aquela moça. Sentaram-se um pouco adiante e aquilo fez Anabelle sentir-se mal. Como Spock ousava ignorá-la?Ainda mais depois de tudo...
Levantou-se ajeitando e vestido e andou decidida até eles.
-Olá capitão Kirk, boa noite sr Spock.-sorriu e então voltou os olhos pra mulher.
-Boa noite senhorita Anabelle-cumprimentou o capitão-está linda esta noite. Esta é a tenente Uhura, nossa oficial de comunicações.
-Muito prazer tenente Uhura. Sou Anabelle e trabalho na Estação.-falou estendendo a mão para cumprimentar aquela mulher estonteante.
-Gostaria de se juntar a nós, Anabelle? Vamos pedir algo para beber. Logo McCoy chegará...
-Oh, não quero incomodar capitão...eu estava esperando alguém...mas eu acho que ele não vem mais.-falou olhando para Spock.
-E quem seria capaz de deixar uma mulher tão linda esperando? -gracejava McCoy que chegava e beijava a mão de Anabelle.-Eu certamente não deixaria.
-Tenho certeza que não, dr McCoy. Mas agradeço o convite...vou voltar para minha cabine...
Despediu-se de todos e retornou á cabine.
Tirou o vestido e prendeu os cabelos em um coque. Acendeu um incenso e vestiu um hobby.
Ajoelhou-se diante de um pequeno altar em um canto quieto da cabine.
Saavok, o mercador vulcano que se tornara amigo de Anabelle havia ensinado a ela algumas tecnicas de meditação para relaxamento e calma, e neste momento ela estava nervosa.
Como ele podia passar por ela e fingir não ver? E ainda demonstrar interesse na conversa de outra? Sem sequer olhar pra ela?
Sentia a raiva crescendo dentro dela novamente e fazia um esforço pra se concentrar, limpar a mente e se acalmar quando escutou alguém á porta.
Não respondeu, não queria companhia.
A pessoa insistiu.
-Anabelle, abra...sou eu.
-Não quero conversar agora.-respondeu chorosa.
-Abra agora, Anabelle!-falou num tom mais enérgico.
Ela levantou-se e foi até a ****
-Eu estou brava, Spock... vá embora.
-Eu insisto. Abra.
Ela respirou profundamente e pressionou o botão e se afastando.
-Já cansou de conversar com a bela tenente, sr Spock?
-Ela é minha subordinada, Anabelle.-falou calmo entrando na cabine.
-E isso muda alguma coisa no fato de você ter me ignorado?
-Kirk e McCoy são amigos próximos, e ainda assim, não gosto de compartilhar com eles meu interesse por você.
-Ou você não quer que ela saiba?
-Anabelle eu sou um oficial da Frota Estelar...
-Kirk e McCoy também o são e nem por isso me ignoraram...McCoy ao contrário foi muito galante, diante da mesma tenente e Kirk não deixou de ser simpático!-ela interrompeu nervosa.
-...e além disso eu sou um vulcano. Vulcanos não expressam afeto ou se apaixonam...
-Então sentir qualquer coisa por mim te envergonha? Prejudica?
Spock baixou a cabeça. Não queria dizer que ela lhe roubava toda a sanidade e lógica, que estar com ela o fazia ser tomado de loucura e que já não conseguia trabalhar com perfeição pois seus pensamentos sempre voltavam a ela.
Anabelle sentiu um nó se formando em sua garganta.
-É melhor você ir embora Spock...
-Senhorita...-falou ele exitante.
-Vá Spock...Vá agora..você disse que não queria me machucar, mas você o fez mesmo assim.
Ele saiu e enquanto andava pelo corredor, pôde escutá-la chorando atrás da porta.
***

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 37
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Seg Out 03, 2016 9:24 pm

Capítulo 17 - Bibliotecária no espaço.

A noite foi terrível.Anabelle não conseguia dormir e sequer meditar, pois as lágrimas não deixavam.
Adormeceu brevemente quando os primeiros raios de sol surgiram ho horizonte, abraçada ao travesseiro que ele usara na noite anterior.
Chegou atrasada ao seu posto e trabalhou sem vontade alguma,evitando de conversar com Irina.
No final se seu turno, voltou pra sua cabine, fingindo estar ausente quando Irina tentava falar com ela.

Na manhã seguinte, Irina a esperava.
-Garota, o que houve?
-Nada...-respondeu apática.
-Como nada? Você chegou atrasada ontem, e isso nunca aconteceu...trabalhou de cara amarrada e a noite não me atendeu quando fui te procurar...sem falar que fugiu de mim o dia todo. O que tá acontecendo?
-Cheguei atrasada porque perdi a hora, trabalhei cansada e a noite eu não estava...
-Não minta, Anabelle Judith Fisher!
-Eu não estou...-falou já embargando a voz.
-Anabelle, o que aconteceu?-falou puxando-a pelo braço para uma sala de reunião que estava desocupada-O seu bonitão estava na sala b, sozinho olhando aquele xadrez estranho que vocês jogam...
-Sozinho?-murmurou com uma lágrima fugindo-lhe dos olhos
-Vocês brigaram?
-Acho que foi melhor assim-gemeu num suspiro-pelo menos não nos envolvemos demais.
-Bél-Irina era a única a chamá-la assim-você estava tão encantada suspirando pelos cantos por causa desse homem, toda feliz porquê ia jantar com ele...e agora diz que foi melhor assim? O que ele fez?
-Não quero mais falar sobre isto...
-Ele te machucou? Te agrediu? Meu Deus Anabelle...
-Spock é um cavalheiro, Irina...educado e muito mais gentil do que possa parecer...mas ele não é humano e eu estava exigindo dele mais do que ele tinha a me oferecer.Foi melhor assim...ou eu terminaria me machucando muito mais.-suspirou longamente querendo fixar em sua mente aquelas afirmações.
-Me desculpe amiga...sinto que um pouco da culpa é minha...eu praticamente te joguei pra cima dele...
-Você queria me ver feliz...e viu... Agora está doendo...mas vai passar.Agora vamos trabalhar...preciso me ocupar...lamentar não vai resolver nada.

E assim foi.
Anabelle se dedicou o máximo que pode ao trabalho, muitas vezes dobrando seu turno pra ter energia somente pra ir até sua cabine tomar banho e dormir.


Spock se tornara ainda mais introspectivo que outrora, passando todo seu tempo na Base, trabalhando de forma incansável, pois sabia que assim sua mente não lhe pregaria peças, fazendo-o sentir o perfume dela e nem ficar relembrando seu breve enlace.
Kirk e McCoy sabiam que aquela mudança no comportamento de Spock eram consequencia de seu envolvimento com Anabelle, e sabiam também que não havia muito a fazer.O meio-vulcano era cabeça dura ao extremo e se tentassem intervir, o fariam se afastar ainda mais.
-Eu estava gostando de ver aquele duende apaixonado...estava parecendo menos com um computador.-dizia McCoy jogando a isca na agua.
-Eu também, magro...ele diz que está bem...mas está sofrendo.A moça ficou com ciume da Uhura e ele não soube lidar com isto...
-Ei, Jim...acho que peguei um! -McCoy falava animado, puxando o peixe fisgado no mar holográfico do deck8.
***
A semana chegava ao fim e Anabelle se sentia vitoriosa por não ter ido nenhuma vez á sala de recreação ou a praia ou sequer pensado em...em quem mesmo?
Estava se preparando para preencher o segundo turno daquela quinta-feira quando Irina veio em sua direção correndo e sorrindo.Ela parecia querer voar tamanha empolgação.
-Belle!Anabelle!-arfava-acho melhor você ir agora até a administração!
-Eu estou indo receber um grupo de Tellaritas, Irina...eles são muito chatos com aqueles focinhos de porco...-terminou a frase num bocejo.
-Você vai gostar, você vai amar!-falava saltitando.
-O que pode ser tão bom?
-Te chamaram pra Base!-exclamou quase num grito.
-Já é sexta?-perguntou um pouco mais animada.
-Quinta! Mas pediram pra você ir agora na administração, pra acertar toda a papelada...
-Mas demora até sair a transferência...
-Parece que alguém adoeceu e precisa ser substituído ou algo assim...por isso a pressa!Vai logo Belle é o teu sonho!!
Irina estava tão animada que acabou contagiando Anabelle, forçando-a a sair daquele estado quase catatônico.

A transferência era mesmo urgente, pois orientaram Anabelle a se transferir naquela tarde mesmo, pois iniciaria suas novas atividades na manhã seguinte.
Foi até sua cabine pegar o que era essencial e se teletransportou pra lá.
O tenente Cortez a recepcionou no transporte e a conduziu á sua nova cabine.
Era maior que a da Estação e a cama era enorme.
Descansou como pôde, tentando controlar a ansiedade pelo dia seguinte.
No horário, se apresentou ao seu posto.
-Bom dia, sou a alferes Fisher, fui transferida da Estação.
-Fisher?-o homem indagou voltando-se para ela-é parente do Chefe?
-Sim senhor.-respondeu sem desfazer a posição de sentido.
-Relaxe alferes. Sei que você tem formação em engenharia, mas temporariamente ficará em outro posto. Precisávamos de alguém para a vaga e verificamos que você preencheu um requerimento de transferencia por semana nos ultimos 4 anos... Precisaremos de você no nosso laboratório. Nada complicado, você vai auxiliar um de nossos cientistas.Mas não se preocupe...um dos engenheiros vai ser transferido pra uma nave estelar dentro de algumas semanas e você ocupará o posto que hoje é dele.
Enquanto o homem falava uma moça bastante jovem entrou na sala.
-Esta é a ordenança Weber, ela vai te acompanhar até o laboratório.
Foi apresentada ao responsável e encaminhada á sua tarefa. Era realmente simples:organizar os tapes de pesquisa que estivessem fora do lugar e entregar outros que fossem solicitados.
-Estudei tanto pra ser bibliotecária no espaço...ainda bem que vai ser pouco tempo.

***

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arymura
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 8
Idade : 28
São Vicente
Data de inscrição : 10/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Qui Out 06, 2016 6:49 pm

Eita Spock...

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 37
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Sex Out 07, 2016 8:59 pm

Arymura escreveu:
Eita Spock...
hehehehe meu preferido dentre todos

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 37
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Sex Out 07, 2016 8:59 pm

Capítulo 18 - O perfume dele.

***

Spock passou aquele dia no laboratório da enfermaria da Base. O médico de lá precisava sintetizar alguns compostos e solicitou ajuda do vulcano, pois sabia que terminariam o trabalho de três dias em um.
,
***
Anabelle cumpriu seu turno naquele dia e depois voltou á estação para continuar empacotando suas coisas. Irina a ajudou e elas conversaram e riram muito, e a Irina lamentou-se por não ver mais a amiga com a mesma frequencia, pois o trabalho na Base era mais exigente e ela não teria mais tempo.
-Por alguns dias vou ser a bibliotecária dos laboratórios...acho que querem saber se eu vou levar a sério...
-Ah, eles não te conhecem ainda, Anabelle a viciada em trabalho.
-Imagina...é o que eu sempre sonhei! Vou me entregar de corpo e alma!-falou determinada.
-E tem algum bonitão por lá?
Anabelle se deteve num suspiro.
-Não tive tempo nem de olhar pros lados...e mesmo se tiver,eu não quero saber...
-Ô amiga, desculpe...-falou ao dar-se conta da sua gafe.
-Eu sei que não foi intencional, Irina...-suspirou.
Aquela lembrança quebrou o clima alegre que havia antes, e as amigas terminaram a tarefa em silencio.
Na sala de transporte, Irina via que a amiga prendia o choro e se censurou mais uma vez enquanto ela sumia diante de seus olhos.



Naquela noite Anabelle terminou de organizar seus pertences na nova cabine e dormiu cedo, pois a tarefa do dia seguinte era enfadonha demais e ela não queria sequer demonstrar cansaço.
Pela manhã se arrumou com capricho. Prendeu os cabelos como era a regra e maquiou-se bem.Queria estar bonita.Já que lhe deram uma tarefa chata, ela iria tentar demonstrar entusiasmo por estar ali.
Chegou ao laboratório e não havia ninguém. Estranhou, mas pôs-se a organizar as bancadas, repletas de tapes espalhados.
Estava distraida naquela tarefa e sua mente se dispersou, e sem desejar, foi tomada por lembranças dos momentos com Spock. Sentiu sua pele se arrepiar e de repente parecia que o perfume que emanava dele havia tomado conta do lugar.
Suspirou profundamente.Por mais triste que estivesse, aquele cheiro lhe trazia a sensação boa de estar aconchegada nos braços dele.
Terminou de organizar os tapes sobre a bancada e pegou alguns para devolver aos seus lugares, se afastando.
Demorou alguns minutos e quando retornou, os tapes que restaram estavam desorganizados.
-Mas quem será o engraçadinho?-pensou e recomeçou a tarefa.
-Senhorita, traga os tapes de volta, eu os estava usando.
Anabelle parou o movimento e sentiu-se estremecer por dentro. Respirou fundo pra tentar reestabelecer a calma e olhou pra ele.
-Desculpe...eu vou buscá-los, senhor-e se afastou apressada.
-Anabelle? O que faz aqui?
Ela parou de andar e ainda de costas respondeu contendo-se.
-Fui transferida ontem.Como precisavam de ajuda neste setor eu vim pra cá ao invés da engenharia...
Foi até os tapes e tentando controlar o tremor em suas mãos, separou aqueles que havia acabado de guardar.

Spock estava surpreso com aquela estranha coincidência. Fizera boas recomendações para que Anabelle conseguisse a transferência que desejava há tanto tempo, mas nunca poderia imaginar que ao pedir alguém para lhe ajudar no laboratório, a pessoa selecionada seria justamente ela.
Ficou parado observando-a enquanto se afastava.
Havia ficado linda usando o uniforme da Base, o vermelho lhe caía bem, e o cabelo completamente preso deixava seu belo rosto e pescoço á mostra.
Podia ver em seu semblante que ela estava chateada e a forma como o chamou de "senhor"...aquilo era mais do que respeito por um oficial superior...aquilo era distanciamento.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 37
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Ter Out 11, 2016 9:45 pm

Capítulo 19 - O tempo que nos resta.

Ela voltou e entregou os tapes e neste momento breve suas mãos se tocaram.
-Suas mãos estão muito frias, srta Fisher...
-Como o meu coração, sr Spock.-respondeu com um olhar duro.
Anabelle se afastou e retornou á organização dos tapes, maldizendo a própria sorte. A Base era imensa, cheia de laboratórios, porque justo ela teria que servir naquele especificamente? O perfume dele tomava conta do lugar e era impossível não sentí-lo e mesmo com toda sua concentração, ela não poderia não olhá-lo enquanto lia aqueles tapes tão concentrado.
Ele lia e fazia anotações no padd e ela não conseguia evitar de olhar suas mãos tão grandes e lembrar como eram suaves.
Aquilo estava sendo torturante e ela apenas torcia para que os outros cientistas do dia anterior chegassem e a mantivessem ocupada.
Anabelle escolheu um tape aleatoriamente e agora o lia distraída em sua estação de trabalho quando foi desperta pela voz grave de Spock.
-Já acabei com estes, por favor etiquete estes novos com as anotações da pesquisa -ele falava enquanto entregava pequenos montinhos de tapes sobre a mesa.
Seu olhar não era frio como ela esperava que fosse . Ele procurava os olhos dela enquanto falava.
-Sim senhor-murmurou num fio de voz.
Spock suspirou e retornou á sua mesa e de lá ditou uma sequencia de tapes para que Anabelle selecionasse e levasse até ele com brevidade.
Ela concentrou-se na tarefa alguns minutos e então atravessou o laboratório.
-Aqui estão, Spock... sr Spock.-gaguejou largando os tapes sobre a mesa.Deteve-se mais um segundo aspirando seu perfume.
-Obrigado srta Fisher.-falou levantando-se-você está dispensada por hoje...
Estavam próximos e se encararam por extensos segundos . A voz de Spock ficou mais lenta quando viu tão de perto os belos olhos de Anabelle.
A distância entre eles era tão pequena que ela podia sentir o calor que emanava do corpo dele e aquele cheiro bom...ela tentou não fechar os olhos , mas não conseguiu conter o suspiro que lhe fugiu do peito.
-Até amanhã, sr Spock-falou usando o pouco de ar que lhe restava nos pulmões.
Ele ergueu a mão, roçando de leve os dedos no rosto de Anabelle, desenhando com o polegar o contorno de seus lábios.
-Estou sentindo sua falta, senhorita...-murmurou.
Anabelle segurou a mão de Spock contra seu rosto e fechou os olhos suavemente, deixando uma lágrima quente escorrer.
-Eu estou enlouquecendo sem você-ele prosseguiu, vendo um sorriso se formando na face molhada da bela morena.
Ele roçou de leve seus lábios nos dela, segurando seu rosto com as mãos .
-Eu fui muito boba por ter ciume e duvidado de você, Spock... eu quero você...
-Isto é muito novo pra mim, senhorita...estes sentimentos e estas sensações...estes dias em que não nos vimos, me senti vagando pelo espaço sem rumo, como se estivesse cego...mas hoje quando nos vimos...tudo ficou claro...eu havia experimentado uma felicidade que era desconhecida para mim...e decidi que quero sentir isto pelo tempo que nos resta...

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blankie Jackson
Leitore(a)s Cadastradas
Leitore(a)s Cadastradas
avatar

Feminino Número de Mensagens : 61
Idade : 39
campina grande
Data de inscrição : 18/09/2008

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Ter Out 11, 2016 9:47 pm

Spock se xonou
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://unbreakable.ativoforum.com/index.htm
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 37
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Ter Out 11, 2016 9:48 pm

Blankie Jackson escreveu:
Spock se xonou
tá entregue, arriadinho

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blankie Jackson
Leitore(a)s Cadastradas
Leitore(a)s Cadastradas
avatar

Feminino Número de Mensagens : 61
Idade : 39
campina grande
Data de inscrição : 18/09/2008

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Ter Out 11, 2016 9:49 pm

T'Vran escreveu:
Blankie Jackson escreveu:
Spock se xonou
tá entregue, arriadinho

Isso é tão ilogico
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://unbreakable.ativoforum.com/index.htm
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 37
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Ter Out 11, 2016 9:50 pm

Blankie Jackson escreveu:
T'Vran escreveu:
Blankie Jackson escreveu:
Spock se xonou
tá entregue, arriadinho

Isso é tão ilogico
O Amor não é Lógico

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blankie Jackson
Leitore(a)s Cadastradas
Leitore(a)s Cadastradas
avatar

Feminino Número de Mensagens : 61
Idade : 39
campina grande
Data de inscrição : 18/09/2008

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Ter Out 11, 2016 9:51 pm

T'Vran escreveu:
Blankie Jackson escreveu:
T'Vran escreveu:
Blankie Jackson escreveu:
Spock se xonou
tá entregue, arriadinho

Isso é tão ilogico
O Amor não é Lógico

não paro o spock
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://unbreakable.ativoforum.com/index.htm
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 37
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Sab Out 15, 2016 10:43 pm

Capítulo 20 - Ainda há esperanças pra ele.

Ela assentia com a cabeça enquanto tentava controlar a propria respiração.
-Podemos jantar na estação logo mais?-ela perguntou beijando as mãos dele de maneira sensual-temos que desfrutar o tempo que nos resta, Spock
Ele engoliu em seco controlando os proprios pensamentos.
-Sim...jantar-murmurou
-E você de sobremesa? -ela completou sorrindo maliciosa.
-Bem...-pigarreou puxando a gola da túnica-não estou muito familiarizado com algumas expressões...mas creio que você não está falando de canibalismo.
Ela soltou uma gargalhada enquanto se afastava para sair do laboratório.
-Não...eu não estou.

Spock pretendia trabalhar até mais tarde, mas seus pensamentos não estavam mais em ordem. Estava aturdido pela expectativa de estar com Anabelle e imaginando como ela pretendia consumí-lo ao invés da sobremesa.
Retornou á Estação para se preparar para o jantar.
Banhou-se e barbeou-se com cuidado.
Vestiu-se como sabia que a agradava-nada de uniforme.
No horário de costume, se dirigiu á sala b
***
Anabelle mal podia conter-se quando chegou á sua cabine.
Queria gritar, queria cantar no meio do corredor.
Mas contentou-se em ligar para Irina.
Contou super animada sobre o dia e como ele se declarou. Disse que se veriam, e mesmo que não falasse, o rubor em suas bochechas entregava, quando Irina perguntou sobre como a noite terminaria.
-Você só quer saber sobre isso mesmo?
-Ora...me convença de que você não quer.
-Boa noite Irina... preciso me arrumar.Amanhã...
-Me conta tudo
-Amanhã te conto o que eu achar que você precisa saber. Anabelle desliga.
Ela se banhou e se perfumou cantarolando. Uma alegria sem par a invadia.
"Sinto sua falta""Estou enlouquecendo sem você" eram as mais lindas palavras de amor que ela já havia escutado e ecoavam em sua mente como música. Parecia que ela havia esperado por isto a vida toda.
Escolheu uma lingerie nova e um conjunto de saia e blusa. Queria estar muito feminina, queria que fosse tudo espetacular e memorável.
***
Quando chegou à sala se recreação B, Spock encontrou Kirk e McCoy lá, jogando uma partida de xadrez.
Pelo menos Kirk tentava ensinar ao médico aquele jogo.
Ambos perceberam a aproximação de Spock assim que ele cruzou a porta.
-Ei Spock, quanto tempo?-Kirk saudou.
-Quarenta e duas horas, vinte minutos e trinta e cinco segundos, capitão.-respondeu prontamente.
-Também é bom vê-lo, Spock!-o médico falava rabugento-venha e faça companhia a Jim...essa porcaria de xadrez está me dando nos nervos!
-Lamento doutor, mas não vou me demorar.
-E o que pode ser melhor que isto?-bravejava McCoy apontando irritado para o tabuleiro enquanto Kirk ria, se aproveitando da distração e finalizando a partida
-Olhe bem pra ele, McCoy... está todo arrumado...tenho certeza que é algo melhor do que xadrez.
-Ahhh, sim...olhe pra você , Spock...todo alinhado! Se não for a chegada de algum embaixador, aposto que vai ver aquela linda e zangada moça.-o doutor brincava.
-Doutor, se eu pretendesse receber algum embaixador ou qualquer outra pessoa de alta patente, eu estaria em uniforme de gala...
-Eu quis dizer que está bonito Spock! Que está bem alinhado...então...fez as pazes com aquela linda mulher, hum?
-Afirmativo...estou aguardando a senhorita Anabelle para irmos jantar no deck 3.-falou voltando sua atenção para a entrada.
Anabelle havia chegado , e sem se despedir, afastou-se indo na direção dela.
-E aposto que ela vai ser a sobremesa- McCoy cochichou.
-Curioso- Spock deteve-se olhando para os amigos, cruzando as mãos atrás das costas-ela disse que eu teria esta atribuição esta noite.
Retomou seu caminho em direção á mulher.Tinha consciência de que o comentário dos amigos, bem como a sugestão de Anabelle tinham conotação sexual, mas foi, de certa forma divertido ver a expressão de espanto nos olhos de McCoy.
-Não esperava por isso, hein Magro? -retrucou Kirk vendo o amigo de olhos esbugalhados.
-Maldito duende de orelhas pontudas!Quase pude escutar ele rindo da nossa cara! Mas fico feliz ...ainda há esperança pra ele.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blankie Jackson
Leitore(a)s Cadastradas
Leitore(a)s Cadastradas
avatar

Feminino Número de Mensagens : 61
Idade : 39
campina grande
Data de inscrição : 18/09/2008

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Sab Out 15, 2016 11:10 pm

Spock de sobremessa? é quente ou fria? Eu pprefiro quente pipoca
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://unbreakable.ativoforum.com/index.htm
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 37
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Sab Out 15, 2016 11:11 pm

Blankie Jackson escreveu:
Spock de sobremessa? é quente ou fria? Eu pprefiro quente pipoca
Ahahahaha amuito quente! Flamejante

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blankie Jackson
Leitore(a)s Cadastradas
Leitore(a)s Cadastradas
avatar

Feminino Número de Mensagens : 61
Idade : 39
campina grande
Data de inscrição : 18/09/2008

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Sab Out 15, 2016 11:13 pm

T'Vran escreveu:
Blankie Jackson escreveu:
Spock de sobremessa? é quente ou fria? Eu pprefiro quente pipoca
Ahahahaha amuito quente! Flamejante

Adorooooo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://unbreakable.ativoforum.com/index.htm
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 37
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Seg Out 17, 2016 8:32 pm

Capítulo 21 - Sem fome?

-Vamos senhorita?-falou indicando o caminho com a mão.

-Vamos, sr Spock-respondeu com um grande sorriso. Anabelle o seguiu como sempre fazia.

-E então, pra onde vamos?

-Deck 3-ele ordenou assim que entraram no turbolift. Seguiram em silêncio até o restaurante. Anabelle ficou levemente chateada, pois ela não poderia saciar suas vontades em público.

Enquanto Spock analisava o cardápio, Anabelle observava suas feições, com a cabeça apoiada na mão.

-Está tudo bem, senhorita?-indagou quando percebeu a atenção dela.

-Ah, está sim, sr Spock... eu apenas estou pensando que estou com muita vontade de beijar você...

Terminou a frase com um um sorriso fazendo Spock engolir em seco.

-Devo dizer Anabelle , que a comida deste restaurante é realmente muito boa...mas eu não estou com muita fome...

-Não está com fome, hum?-perguntou se remexendo na cadeira. Aquela insinuação toda estava deixando Anabelle inquieta.

-Certamente...-falou largando calmamente o cardápio sobre a mesa-mas estou pensando na sobremesa.

Ela soltou um riso nervoso, gostava de vê-lo embarassado e não esperava aquela resposta.

-Então, sr Spock-falou suavemente -nós poderíamos...pedir a sobremesa...-disse inclinando-se um pouco, dando uma boa visão de seu decote.

-Talvez depois...não acha melhor?-falou olhando-a nos olhos, arquendo levemente a sombrancelha.

-Acho que é uma ótima idéia...-respondeu sentindo um arrepio percorrendo-lhe o corpo todo.

Saíram apressados e entraram no turbolift no fim do corredor. Spock fitava Anabelle muito intensamente e ela sentia que ele poderia despí-la com os olhos.

-Pra onde vamos agora?-perguntou sentindo uma onda de excitação a invadindo. Spock seguia com os olhos fixos nela, e mordia levemente o lábio inferior. Anabelle logo entendeu que aquele calor em seu baixo ventre era ele. Seu pensamento era poderoso e ela podia sentir claramente o que ele pensava, o que desejava. Ela lutava para não fechar os olhos e se entregar àquela manipulação, mas seu corpo reagia aos comandos da mente dele e aquele calor apenas aumentava.

-Isso não é justo...-ela gemeu-você fazer isso...

Ele apenas suspirou. Olhava pra ela, quase impassível,com as mãos atrás do corpo, e os olhos semicerrados, fixos nos dela.

-Você é uma visão muito tentadora, senhorita...lamento que tenha sentido meu pensamento.

-Eu prefiro sentir você, de verdade...-arfou avançando um passo, colando seu corpo no dele. Spock envolveu a cintura dela com uma das mãos e com a outra acariciava seu rosto. Estavam tão intensamente envolvidos que Anabelle só se deu conta de que estava na cabine dele quando se viu envolta em penumbra.

***

Kirk e McCoy voltavam para suas cabines, afim de se prepararem para uma festa logo mais e saíam do turbolift conversando quando se depararam com Spock cruzando pelo corredor com Anabelle abraçada a seu pescoço e ele a carregando nos braços, olhando-se como se estivessem hipnotizados.

-É...não são só as orelhas, Magro...

-Jim, eu sou um médico, não um levantador de peso! ***

Era muito escuro e apenas algumas luzes que lembravam pequenos candeeiros de fogo, com sua luz oscilante iluminavam o ambiente, fazendo-o parecer quente e aconchegante.

Spock a conduziu pela mão até próximo á cama, mas não desviavam o olhar...pareciam que estavam presos um no outro, que estavam ligados. Lentamente ela abriu, um a um os botões da camisa dele e sentia sua boca salivar como se estivesse vislubrando um alimento apetitoso.

Sim, ela estava faminta dele. Acariciou seu peito nu, sentindo os pêlos macios entre os dedos, e por fim enlaçou seus braços ao redor do pescoço dele, ganhando livre acesso aos seus lábios.

Beijaram-se febris por incontáveis minutos, e uma a uma as peças de roupa iam ficando pelo chão. Ele guiava os movimentos segurando-a firmemente pelo quadril, num vai e vem cadenciado, ritmado pelos gemidos de Anabelle. Depois que estavam satisfeitos, ela se aninha nos braços dele e suspira profundamente.

-Isso foi tão incrivelmente bom, que não posso aceitar que...-e deteve-se em seu pensamento.

-O que não acredita, Anabelle?

-Bem...você sabe que meu amigo Saavok é de Vulcano também...

-Sim...e vocês jogam xadrez...

-Ele não é como você...digo...ele não é sério como você... e ele me contou algumas coisas...

-Que tipo de coisas...

-Ele me contou que quando completam 7 anos, vocês se casam, por assim dizer...e que tem uma época em que precisam ir de volta pra junto dela e se casam de verdade...

-Porquê ele te contaria este tipo de coisas?-ele perguntava tentando disfarçar que estava enciumado.

-Na verdade, ele disse que os sete anos dele estavam acabando e que ele precisava ir até a esposa dele, e eu perguntei porquê. Então ele disse que a cada sete anos ele precisava estar com a esposa...enfim...e quando estamos juntos é tão bom que eu não consigo acreditar nessa história toda...Ele inventou isso, não foi?

-Não é invenção...-respondeu levemente constrangido. O quarto estava escuro, mas sentia como se estivesse nu diante de centenas de pessoas.-existe este tempo, mas não nos impede de...

-Isso quer dizer que você tem uma esposa? Você é casado, Spock? Anabelle perguntava e ia se afastando dele, puxando o lençol para se cobrir.

-Não...T'pring e eu não chegamos a nos casar de verdade...ela preferiu outro a mim...

Spock não quis contar sobre quase ter matado Kirk por causa dessa esposa.

-Ela deve ser louca por ter escolhido outro...-falou tornando a se aconchegar nos braços dele.

-Na verdade ela usou de lógica pura para justificar...

-Eu tenho certeza que ela se arrependeu...o outro não era como você...

-Certamente que não, e foi por este motivo...

-Viu...eu disse que ela é louca...ele não poderia ser inteligente...bonito...gentil...carinhoso...cheiroso...gostoso... Ia intercalando os elogios com beijos, e aos poucos aquela inquietação, aquela deliciosa agonia ia voltando...aquele calor ia tomando conta do seu corpo, e tudo que ela queria era começar tudo novamente.


_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blankie Jackson
Leitore(a)s Cadastradas
Leitore(a)s Cadastradas
avatar

Feminino Número de Mensagens : 61
Idade : 39
campina grande
Data de inscrição : 18/09/2008

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Seg Out 17, 2016 8:37 pm

fia vai estuda cutura vulcana e aproveita o pohn far muito bem Razz
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://unbreakable.ativoforum.com/index.htm
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 37
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Ter Out 18, 2016 8:33 pm

Blankie Jackson escreveu:
fia vai estuda cutura vulcana e aproveita o pohn far muito bem Razz
pra que esperar o pohn faar? rsrsrsrs

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 37
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Ter Out 18, 2016 8:34 pm

Capítulo 22 - Semana Intensa.


Aquela semana foi no mínimo intensa.
Dias de muito trabalho e noites de paixão.
Anabelle e Spock descobriam a cada dia mais afinidades do que a atração que sentiam um pelo outro.
Se divertiram juntos, tomaram banho de mar á noite e Anabelle até convenceu Spock de que o deck holográfico era estimulante.
***
-Eu não acredito que vocês vão embora amanhã.
-A data está determinada desde que chegamos.
-Eu sei!-bufou-eu só...não queria que esta data tivesse chegado.Eu não queria me sentir assim...
Anabelle suspirou angustiada, virando-se de costas para ele e puxando seu braço,sentindo o calor aconchegante do corpo de Spock em suas costas.
Ele abraçou Anabelle, trazendo seu corpo pra mais junto de si e aspirou o perfume dos cabelos da morena, e por fim deu-lhe um beijo no lóbulo da orelha.
-Eu me sinto da mesma forma, senhorita...mas nós sabíamos que, o que quer que tivéssemos aqui, tinha uma data para terminar.
-Porquê não pede transferência pra cá? Poderia trabalhar no laboratório... minha transferência para o setor de engenharia se dá em mais alguns dias...
Intimamente Spock sabia que existia esta possibilidade , mas sua moral não o deixaria abandonar a missão que assumira por causa de um romance.
-Não posso...-ele se resignou em responder.
-Eu entendo...eu entendo. -e engoliu a vontade de chorar,acariciando demoradamente os dedos dele entrelaçados nos seus até adormecer.

O dia foi longo e silencioso no laboratório.Spock havia se desligado de seus compromissos na tarde anterior, e ficaria aquele dia todo ocupado à bordo da Enterprise, envolvido com os ajustes finais para a partida.
Anabelle tentava em vão se entreter organizando os tapes para os novos cientistas a ocupar aquele laboratório, mas obviamente não era a mesma coisa.
Spock era muito sério e compenetrado em seu trabalho, mas como conseguia se concentrar em mais de uma tarefa simutaneamente, passara a explicar a Anabelle muitas cosas sobre sua cultura e ela ouvia tudo tomada de encantamento.
Contou sobre muitas aventuras que vivera a bordo da Enterprise, e até sobre o desentendimento com seu pai Sarek.
De fato aquela ultima semana que passaram juntos foi intensa de muitas maneiras. De companheirismo, conhecimento mútuo e muita paixão.
Agora só havia o silencio.
Spock mal tivera tempo de se despedir aquela manhã...não puderam conversar como queria, pois mesmo depois de terem passado a noite juntos, a vontade de sentir o corpo de Anabelle mais uma vez...pela ultima vez, foi maior do que a necessidade de conversar.
Saíram atrasados, especialmente Anabelle, e sequer deram um beijo de despedida.
Agora tentava afastar as lembranças daquela manhã de sua mente e se concentrar enquanto trabalhava com Kirk na finalização dos ajustes e testes para a partida.
-Se terminarmos isto logo, sr Spock, vai poder passar mais alguns momentos com a sua garota.-falou Jim Kirk depois de escutar o vulcano suspirar mais uma vez olhando para o visor dos sensores externos da nave.
-Precisamos realizar estes ajustes com perfeição senhor.E não há como fazer isto em um tempo menor que o necessário-respondeu fazendo algumas anotações no pad.
-Ah, admita Spock, que você gostaria de passar mais algum tempo aqui, com aquela mulher linda.-gracejou enquanto assinava o relatório no pad que a ordenança Rand entregara a ele.
-A vontade de ficar ao lado de alguém não deve me fazer esquecer o compromisso que tenho com esta nave e com a Federação, senhor. -falou voltando sua atenção para o pad e deixando a ponte de comando.
Spock entrou no turbolift irritado.Jim sabia que ele não gostava de falar de seus assuntos pessoais na ponte, tampouco na presença de outros membros da tripulação.
Respirou profundamente retomando o controle de suas emoções e seguiu com suas atribuições o melhor que pôde, no menor tempo possível. Jim era seu melhor amigo e o conhecia bem, apesar da falta de tato, ele tinha razão, queria ter a chance de estar com Anabelle por mais alguns momentos.
As horas passavam em velocidades peculiares para ambos.
***

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blankie Jackson
Leitore(a)s Cadastradas
Leitore(a)s Cadastradas
avatar

Feminino Número de Mensagens : 61
Idade : 39
campina grande
Data de inscrição : 18/09/2008

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Ter Out 18, 2016 8:52 pm

Estoy enamorado. e esse amor é muy grande......
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://unbreakable.ativoforum.com/index.htm
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 37
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Qua Out 19, 2016 7:39 pm

Blankie Jackson escreveu:
Estoy enamorado. e esse amor é muy grande......
e não é a melhor coisa?

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
T'Vran
Escritoras
Escritoras
avatar

Feminino Número de Mensagens : 128
Idade : 37
Novo Hamburgo
Data de inscrição : 11/09/2016

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Qua Out 19, 2016 7:40 pm

Capítulo 23 - Eu sinto muito.



***
Spock conferia o ultimo sensor do laboratório enquanto verificava que faltavam aproximadamente 25 minutos para a partida.Poderia ir á Base ver Anabelle muito brevemente. Era pouco, ele tinha consciência, mas queria poder vê-la uma ultima vez.
Sabia que o turno de Anabelle já havia terminado, então ordenou ao computador que realizasse uma chamada direta para a cabine da bela morena. Logo ela atende:
-Senhorita Anabelle.
-Spock!-exclamou com um grande sorriso
-A nave parte dentro de vinte e três minutos...gostaria de vê-la antes de partir.
-Oh...claro! Aguardo você na sala de transporte.-respondeu já se levantando da cadeira.
-Não...quero vê-la a sós. Quero que me aguarde na praia.
-Na praia?-sorriu-porquê lá, Spock?
-Porque sei que gosta de lá.
-Estarei lá em cinco minutos. Anabelle desliga.
Ela se dirigiu á sala de transporte imediatamente, mas antes de sair se olhou uma ultima vez no espelho. Em seu rosto havia o maior sorriso de que se lembrava ter há muito tempo. Aqueles poucos dias lhe devolveram uma alegria ímpar. Se aquilo não era amor, ela não saberia dizer que sentimento poderia ser.
Atravessou os corredores da Base o mais rápido que suas pernas permitiram e passou as coordenadas da praia ao operador do transporte.
Spock não estava sorrindo, não estava em seu rosto, mas ele sentia que sua alma sorria, sua mente parecia flutuar na direção dela. Não queria se deixar levar por um sentimento, uma emoção tão humana, mas tinha consciência de que era exatamente isto que o guiava naquele momento
Quando se dirigia apressado à sala de transporte, escuta seu nome sendo chamado pelo intercom
-Sr Spock, favor dirigir-se imediatamente á ponte, sr Spock responda.-chamava a voz da bela Uhura.
-Aqui Spock, o que houve tenente?
-Comunicação da Frota, sr Spock... uma nave klingon foi detectada no setor dezenove, recebemos ordens de interceptá-la e fazer com que recuem.
Ele fechou os olhos com força, tentando reprimir sua frustração. Não havia como chamar Anabelle, pois ela já estava à caminho do transporte.Nem poderia gravar uma mensagem imediatamente. Teria que ficar pra depois.
-Estou a caminho, tenente. Spock desliga.
Quando chegou á ponte de comando, Kirk terminava de dar as instruções a Sulu e Chekov e solicitado velocidade de dobra a Scotch.
Se dirigiu á sua bancada e pôs-se a analizar os sensores e se concentrar em sua tarefa, mas sabia que na superfície, Anabelle ficaria muito frustrada.
-Spock eu sinto muito-kirk falava baixo se aproximando do amigo-fiz o possível pra retardar nossa partida, mas parece que esses malditos klingons estão tramando...há planetas pacificos naquela área...
-Jim, você é o Capitão e não precisa justificar ordens da Frota.Estamos aqui para servir.
-Farei o possível para que retornemos logo.
A missão foi difícil e com algumas baixas. Os Klingons planejavam tomar o planeta para si, aumentando seu império, mas Kirk usou de toda sua astúcia para derrotá-los e salvar aquele pequenino planeta.
Como a nave ficara muitos dias em manutenção, haviam muitas pesqujsas acumuladas a fazer e cada vez mais se afastavam da Base Estelar 6.
Anabelle desceu na praia em cinco minutos como havia prometido á Spock e esperou.
Dez minutos, quinze minutos...
Olhava para o céu, aflita, e a cada minuto que passava, sentia suas esperanças de rever Spock se esvaindo como areia por seus dedos.
Logo que chegou, teve a impressão de ver uma nave desatracando da Base, mas não quis acreditar ser a Enterprise.
Quando o prazo dado por Spock findou, retornou á sua cabine na Base tentando conter o choro.
Desde o inicio ela sabia que o fim era inevitável, que provavelmente nunca mais se veriam, mas esperava que ao menos pudesse dizer adeus, sentir seus braços por mais um instante e beijá-lo...sentir o sabor de seus lábios uma ultima vez, pra guardar na memória .
Esperou aquela sensação ruim passar, seu coração parar de doer um instante e quando sentiu-se mais calma, foi até seu computador e ordenou que enviasse uma mensagem pessoal ao comandante Spock da USS Enterprise.
Durante a missão com os Klingons, Spock notou que piscava em seu console o aviso se mensagem pessoal, e sentiu seu coração se agitar brevemente, pois sabia que era de Anabelle. Redirecionou a mensagem para seus aposentos e quando tudo se resolveu, quando entregaram os Klingons aprisionados á frota estelar e cuidarem de seus feridos e suas avarias, finalmente pôde abrir aquela mensagem.
Ligou o monitor e logo a imagem de Anabelle apareceu na tela.
Linda como sempre. Trazia o cabelos molhados e Spock chegou a sentir seu perfume.
Mas seu olhar era triste...ele não poderia negar que ela esteve chorando.
-Olá Spock... -suspirou baixando o olhar-sinto que não tenha vindo ao meu encontro...fiquei esperando...
Ela desviou o olhar e ele viu uma lágrima escapar.
Anabelle tornou a olhar para a tela, sorrindo da melhor maneira que podia.
-Mas eu sei que não fez por mal...você não é assim...e vou guardar pra sempre os momentos que tivemos...eu só queria que soubesse. Anabelle desliga.
Spock então ordenou ao computador que gravasse a mensagem em resposta daquela.
-Senhorita, eu realmente lamento não ter ido ao seu encontro, mas os acontecimentos fugiram ao meu controle. Também guardarei os momentos que tivemos. Espero poder revê-la em breve. Spock desliga.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Blankie Jackson
Leitore(a)s Cadastradas
Leitore(a)s Cadastradas
avatar

Feminino Número de Mensagens : 61
Idade : 39
campina grande
Data de inscrição : 18/09/2008

MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   Qui Out 20, 2016 4:44 pm

Coisa feia orelhudo dando bolo na novinha
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://unbreakable.ativoforum.com/index.htm
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: O Amor Não é Lógico   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Amor Não é Lógico
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Duas historinhas que envolvem o amor
» Cantar junto, falta de respeito ou prova de amor
» Missão Resgate por Amor
» O Baixo Mágico!
» Sereias e vampiros!O amor não te barreiras

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Star Trek FanFiction :: Indice de Fanfictions Trekers :: Escritora T'Vran-
Ir para: